Compra de votos: prefeito e vice são cassados por entrega de portas e postes em SC

Denúncia contra chapa eleita no Norte do Estado resultou, ainda, na inelegibilidade dos dois por oito anos

A pequena Bela Vista do Toldo, no Planalto Norte de Santa Catarina, é palco de mais um escândalo político. Desta vez, o prefeito Adelmo Alberti (PSL), que já está preso, e o vice-prefeito Alfredo César Dreher (Podemos) tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral.

Prefeito e vice de Bela Vista do Toldo tiveram mandatos cassados – Foto: InternetPrefeito e vice de Bela Vista do Toldo tiveram mandatos cassados – Foto: Internet

A cassação, publicada na quinta-feira (19), é motivada por uma denúncia de captação ilícita de votos durante as eleições municipais de 2020, que elegeram a chapa por 254 votos a mais que a coligação que ficou em segundo lugar.

Entre outras provas, pesam contra Alberti e Dreher os depoimentos de várias testemunhas que admitem terem sido beneficiadas pela chapa que saiu vencedora das eleições.

Uma moradora disse que os dois estiveram na casa dela antes do pleito e perguntaram do que ela precisava, que respondeu sobre as portas e janelas. Depois, um servidor com o caminhão da prefeitura foi à casa dela entregar os itens na semana da eleição.

Já um homem que mora em Florianópolis, mas vota na cidade do Planalto Norte, disse ter recebido um poste também na semana da eleição. “Contou que Adelmo e Alfredo chegaram a perguntar se ele precisava de alguma coisa e ele disse que estava precisando do poste. Afirmou que havia outros postes que foram dados para outras pessoas”, diz a sentença.

Justiça entendeu que houve captação ilícita de votos nas eleições de 2020 – Foto: Prefeitura de Bela Vista do Toldo/DivulgaçãoJustiça entendeu que houve captação ilícita de votos nas eleições de 2020 – Foto: Prefeitura de Bela Vista do Toldo/Divulgação

Diante das provas, o juiz eleitoral Victor Luiz Ceregato Grachinski entendeu que ficou comprovado o abuso de poder político e econômico de Alberti e Dreher, “cujas condutas graves influenciaram indevidamente na escolha dos eleitores de Bela Vista do Toldo”.

Dessa forma, os dois tiveram os diplomas cassados e ficam inelegíveis por 8 anos, contados a partir do pleito de 2020. A sentença, porém, só deve ter efeitos após transitar em julgado, isto é, após esgotarem as possibilidades de recurso pelas partes.

A defesa de Alberti informou que ainda não foi notificada sobre a decisão, mas que vai recorrer. O ND+ também entrou em contato com a assessoria de Dreher, mas não houve retorno até as 12h desta sexta-feira (20).

Outros dois vereadores eleitos nas últimas eleições fazem parte do mesmo processo, mas o juiz considerou que não há provas suficientes para comprovar a prática ilícita.

Prefeito de Bela de Vista do Toldo está preso

Atualmente, quem administra a cidade de Bela Vista do Toldo é o vice-prefeito eleito Alfredo César Dreher.

Isso porque o prefeito Adelmo Alberti está preso desde o início de julho, após ser alvo de uma operação que apura crimes de corrupção na administração pública.

Além de ter sido pego com um carro receptado durante a operação, ele também já foi flagrado escondendo suposto dinheiro de propina na cueca. Alberti segue preso em Caçador.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política SC

Loading...