Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


CPI contra Ministério Público foi pá de cal na carreira política do deputado Jailson Lima

Quase dez anos depois, um dos processos movidos pelo MP-SC contra o parlamentar - que foi autor da CPI da Casa Rosa - foi arquivada por não sustentar com provas as "evidências" apuradas

O então deputado estadual Jailson Lima (PT) foi o responsável pela instalação da chamada CPI da Casa Rosa, que investigou a compra do terreno e a construção da atual sede do Ministério Público de Santa Catarina, em Florianópolis.

Jailson Lima, que é médico, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2021 – Foto: Solon Soares/Divulgação/NDJailson Lima, que é médico, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2021 – Foto: Solon Soares/Divulgação/ND

Além da ação sobre funcionários fantasmas e “rachadinhas”, arquivada após quase 10 anos por falta de provas, o petista também responde a outros processos movidos na Justiça pelo MP-SC.

Médico por formação, Jailson perdeu a reeleição de 2014 e hoje é consultor técnico na área de Saúde da Fecam (Federação dos Municípios).

As investigações sobre supostas irregularidades, sempre rebatidas pelo MP-SC, também foram arquivadas no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

Ao longo de uma década, o Ministério Público de Santa Catarina não conseguiu sustentar as acusações contra um deputado estadual catarinense e decidiu arquivar o inquérito civil público instaurado em 2012.

Contra Jailson Lima, hoje ex-deputado, pesavam as suspeitas de empregar funcionários fantasmas, cobrar “rachadinha” sobre o salário dos assessores, além de irregularidades na concessão de diárias e passagens com dinheiro público da Assembleia Legislativa.

Colaborou Lucio Lambranho

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...