Deputado protocola convite para novo delegado-geral de SC ir à Alesc

Além de Marcos Ghizoni, outros quatro delegados serão convidados e uma PEC será apresentada para que haja lista tríplice na indicação do delegado-geral em SC

O novo delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Ghizoni, pode ser convidado a visitar a Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Nesta terça-feira (5), o deputado estadual Ivan Naatz (PL) protocolou o convite, que precisa ser aprovado em Plenário por maioria simples dos presentes.

PEC quer mudanças na indicação de delegado-geral em SCSe aprovada a PEC, policiais com mais de 15 anos podem concorrer à indicação para lista tríplice e posterior definição do delegado-geral da Polícia Civil catarinense – Foto: Nícolas Horácio/ND

Naatz pretende convidar mais quatro delegados e colocar em tramitação uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) para que os próximos delegados-gerais sejam escolhidos por lista tríplice. Também pediu uma audiência com o procurador-geral de Justiça e chefe do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), Fernando Comin.

“O governo acusa o MP de ter comprado o mesmo software sem licitação. Como o MP está fazendo compras sem licitação?”, questionou o parlamentar.

Ivan Naatz quer ouvir delegado-geral na AlescIvan Naatz quer ouvir delegados afastados, delegado-geral, chefe do Ministério Público e mudar modelo de indicação do chefe da Polícia Civil em Santa Catarina – Foto: Rodolfo Espínola/AgênciaAL/Divulgação/ND

Naatz disse que vai tentar ouvir as pessoas antes e, dependendo do que for dito, pode adotar medidas como abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). A abertura de uma CPI sobre o caso depende do apoio de 14 deputados.

Além de Ghizoni, os delegados Beatriz Ribas, Jeferson Prado Costa, Akira Sato e Rodrigo Schneider serão convidados. Uma convocação não cabe, pois se aplica somente a secretários de Estado.

“Também apresentamos a PEC que estabelece a lista tríplice para escolha de delegados de polícia, como acontece com MP e em outros estados da federação. Faltam apenas duas assinaturas”, informou Naatz. Ele disse que tem apoio suficiente – 13 assinaturas – para fazer a PEC tramitar.

Marcos Ghizoni, anunciado segunda-feira (4), é o novo delegado-geral da Polícia Civil e promete intensificar a investigação criminal – Foto: Nícolas Horácio/NDMarcos Ghizoni, anunciado segunda-feira (4), é o novo delegado-geral da Polícia Civil e promete intensificar a investigação criminal – Foto: Nícolas Horácio/ND

A sessão desta terça-feira (5) na Alesc foi dividida em duas partes. Na primeira delas, alguns deputados criticaram o governo pelos acontecimentos, em especial Naatz, Laércio Schuster (PSB) e Jessé Lopes (PSL), mas também houve quem defendesse, a exemplo de Maurício Eskudlark (PL) e Paulinha (sem partido).

A crise institucional na Polícia Civil e no governo não foi comentada na segunda parte da sessão, destinada a votação de projetos. Além da saída de Akira Sato, o diretor de administração e finanças da Polícia Civil, Ricardo Casarolli, chegou a pedir para sair da função e retornar para a delegacia de Balneário Camboriú.

Casarolli, no entanto, vai permanecer no cargo na gestão de Ghizoni, segundo informou a assessoria de comunicação da Polícia Civil ao ND+.

+

Política SC

Loading...