Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Deputados estaduais de SC querem mudar a forma como é alugado e pago gabinete no interior

Matéria assinada pelos integrantes da mesa diretora está em discussão na Assembleia Legislativa; entenda como funciona hoje, como poderá ficar e quanto cada um pode gastar

Uma mudança na forma de locação dos escritórios de representação parlamentar no interior do Estado está em discussão na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Em tempos de pandemia, deputados têm exercido suas funções em ambiente remoto – Foto: Bruno Collaço/Divulgação/NDEm tempos de pandemia, deputados têm exercido suas funções em ambiente remoto – Foto: Bruno Collaço/Divulgação/ND

Hoje, os contratos são feitos em nome da Alesc. A ideia é que os deputados aluguem diretamente em seu nome e depois cobrem o reembolso.

O projeto de resolução PRS/0008.9/2021, assinado pela mesa diretora, pretende alterar a resolução de 2005.

A matéria será discutida na sessão desta terça-feira (16) da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

Conforme a proposta, cada deputado poderá abrir até dois escritórios de representação, que sejam em cidades diferentes.

Serão ressarcidos até R$ 2.973,85. Todo ano o valor será reajustado pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) dos últimos 12 meses.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...