Avaliação positiva da pesquisa

Eleições 2012. Pré-candidatos à Prefeitura de Florianópolis destacam os números

Os números da primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito de Florianópolis, divulgada pela RIC TV Record e Notícias do Dia, foram recebidos de forma positiva por todos os candidatos. A pesquisa foi realizada pelo instituto Accord Pesquisas de Mercado e Opinião, nos dias 26 a 29 de março.
Para o deputado Cesar Souza Júnior (PSD), que lidera as intenções de voto em todos os cenários, o resultado é fruto de sua trajetória política, que se iniciou em 2006, quando foi candidato a deputado estadual – em 2008, concorreu a prefeito, e em 2010 a deputado estadual, eleito com 63.723 votos. Também pesou a seu favor a aliança com o PP, do vereador João Amin. Na simulação da chapa com Cesar e João, o índice sobe para 39% da preferência do eleitor.  O pré-candidato pondera que essa pesquisa ainda está distante do dia das eleições. “O resultado da pesquisa anima e encoraja, mas o momento pede cautela e senso de responsabilidade”, complementa Cesar Souza. O vereador João Amin (PP), indicado para vice do PSD, disse que o resultado dá um gás na campanha, mas alerta que é preciso ter humildade.  
O vice-prefeito João Batista Nunes (PSDB) olhou a pesquisa pelo viés da rejeição, onde aparece com índice baixo no confronto com os demais concorrentes. Na sondagem estimulada, ele surge com 2% das intenções e 5% na rejeição. “Os índices mostram que não seremos meros coadjuvantes porque nem colocamos a campanha na rua’”, disse João Batista.
Ele cita outro aspecto positivo, no páreo estão três candidatos com apoio do governo municipal, estadual e federal. No caso, Gean Loureiro (PMDB) tem apoio do prefeito Dario Berger, o deputado licenciado Cesar Souza Júnior (PSD), é apoiado pelo governador Raimundo Colombo, e Ângela Albino (PCdoB), tem o apoio do Palácio do Planalto e uma chance real de ter o PT de vice.

Destaque para vice e para o segundo turno
A pré-candidata pelo PCdoB, deputada Ângela Albino, sobe na simulação de chapa ladeada ao vereador Márcio de  Souza (PT) e fica em segundo lugar com 16%. “A pesquisa mostrou que vice é determinante”, diz. O PCdoB aguarda o fim do processo interno do PT, que dia 21 de abril, escolhe seu rumo dentro de três tendências: candidato próprio, coligação com o PCdoB ou a proposta de formar a Frente Popular. “Nós somos viáveis juntos, e não somos viáveis separados”, denfende a candidata do PCdoB sobre a coligação com o PT.
A ex-prefeita de Florianópolis por dois mandatos, Angela Amin (PP), aparece na pesquisa e em dois cenários ficou em segundo lugar, embora ela estar fora da disputa. “Já houve decisão do partido dentro da proposta de coligação com o PSD”, disse. O pré-candidato pelo Partido Verde, Gerson Basso, recebeu os números com ressalvas. “Não sou de duvidar de pesquisas, mas estranhei um pouco os números”, disse. Ele garantiu que o PV vai manter a candidatura até onde for possível.
O secretário de governo da Prefeitura e pré-candidato pelo PMDB, Gean Loureiro, diz que a pesquisa demonstra que o PMDB estará no segundo turno. Ele lembra que a campanha ainda não começou oficialmente. Os pré-candidatos, Doreni Caramori (DEM), Joaninha de Oliveira (PSTU) e Márcio de Souza (PT) não foram localizados para comentar a pesquisa.

Votos em branco e não sabem nas pergunta estimulada
No cenário 2 da pesquisa divulgada ontem pelo Notícias do Dia, nas perguntas estimuladas, por erro de digitação saiu os valores errados dos votos em “branco”, que em vez de 9% como saiu, na realidade totalizam 3%. E, não sabem em quem votar, em vez de 22% dos entrevistados, o correto é 12%. O resultado não muda o quadro da pesquisa, mas apresentava número superior a 100% dos entrevistados pelo instituto. Confira o gráfico correto do cenário 2 da pesquisa.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Eleições 2020