Conheça a bancada de vereadores do PSC em Florianópolis

Partido elegeu dois vereadores na Capital em 2020, Gui Pereira e João Luiz da Bega; reeleitos, representam a legenda na 19ª Legislatura da Câmara Municipal de Florianópolis

O PSC terá uma bancada com dois vereadores na 19ª legislatura da CMF (Câmara Municipal de Florianópolis). Na sequência da série de reportagens com os vereadores empossados de Florianópolis, chegou a vez de conhecer as trajetórias políticas, prioridades e preferências na hora do lazer de Gui Pereira e João da Bega, membros do PSC na CMF.

Gui Pereira: experiência na defesa de pessoas com deficiência

Em seu terceiro mandato consecutivo, Guilherme Pereira de Paulo, o Gui Pereira, 44 anos, traz o conhecimento político desses oito anos de Câmara Municipal. Um dos mais experientes entre os 23 parlamentares, presidiu a Casa no biênio 2017-2018.

Gui Pereira, vereador do PSC em FlorianópolisGui Pereira (PSC) vai iniciar o terceiro mandato consecutivo na Câmara Municipal de Florianópolis) – Foto: Anderson Coelho/ND

Gui Pereira diz que tem como pilares a austeridade, o diálogo e a pluralidade. Bases estas que o fizeram deixar o MDB, no qual disputou o cargo de deputado federal em 2018, e migrar para o PSC.

“A mudança ocorreu porque o partido tem valores que eu me identifico muito”, justificou.

O vereador disse que lançou sua candidatura para mais quatro anos de mandato pela vontade de fazer mais por Florianópolis.

“Poder ajudar e fazer a diferença na vida de tantas pessoas é o que me motiva a exercer esse cargo tão importante”, destacou.

Experiente em eleições – foram cinco ao longo de sua carreira política – apontou que a conquista do terceiro mandato é fruto de todo um trabalho exercido em favor da cidade, escutando as pessoas, caminhando nos bairros e resolvendo os problemas da ponta.

“Vamos dar continuidade aos trabalhos com excelência, sempre visando o melhor para a população”, disse.

Em 2020, Gui Pereira fez 2.700 votos. Veja a distribuição por bairro de Florianópolis:

Para este mandato, Gui Pereira afirmou que será voltado para defesa dos direitos da pessoa com deficiência e da criança e adolescente e contra o abuso sexual infantil. “Mas também estamos sempre dispostos aos anseios dos cidadãos”.

Lado B

O cidadão Gui Pereira diz que é um homem que gosta muito de ir a academia e aproveitar os momentos em família. “Assistimos filmes e séries juntos, fazemos passeios ao ar livre e também frequentamos a igreja”, comentou.

João Luiz da Bega: regularização fundiária como prioridade

Um autêntico manezinho do Norte da Ilha, como ele mesmo se define. Esse é João Luiz da Silveira, ou João Luiz da Bega, 53 anos, reeleito para o segundo mandato. Está filiado ao PSC desde 2016, por entender que o partido tem como princípio a família.

João da Bega, vereador do PSC em FlorianópolisJoão Luiz da Bega também foi reeleito no (PSC) e iniciará o segundo mandato em 2021 – Foto: Anderson Coelho/ND

Segundo João Luiz da Bega, embora o PSC tenha o rótulo de ser ligado a uma igreja evangélica, o partido em Florianópolis não teria essa associação. “Ele reúne empresários, pessoas liberais e o segmento evangélico. Mas é um partido que busca o melhor para as famílias e para as pessoas”, argumentou.

O vereador diz acreditar que a reeleição é sempre um desafio e decidiu concorrer pelo PSC para avaliar o trabalho feito nos primeiros quatro anos de mandato. “Quando se elege é uma expectativa. Depois que você se elege, tem que confirmar essa expectativa dos eleitores e da sociedade”, analisou.

Para ele, o trabalho sério feito no primeiro mandato lhe deu a reeleição. “Sou o vereador mais assíduo dessa Legislatura [18ª]. Tenho 100% de presença”.

João Luiz é um ferrenho opositor com os gastos na concessão de honrarias na Câmara de Florianópolis. “Sou zero gasto com honraria também. Não gastei nenhum real do dinheiro público com honraria”, declarou.

O vereador reeleito disse que sua aproximação com a comunidade, principalmente no Norte da Ilha, lhe deu o segundo mandato. Em 2020, ele fez 1.889 votos. Veja a votação por bairro:

“Um trabalho buscando sempre atender às comunidades e pessoas. Foco nas comunidades!”, disse João Luiz da Bega, ao destacar um projeto chamado “Chama que eu vou”, em que as pessoas ligam e falam suas demandas e ele, junto de voluntários, realiza trabalho de recuperação de praças, roçagem e outros serviços.

Regularização fundiária com principal bandeira

João Luiz da Bega diz que sua principal bandeira será a regularização fundiária. Segundo o vereador, Florianópolis tem hoje muitas ruas sem nome, o que afeta a disponibilização de serviços como iluminação pública e fornecimento de água.

Ele enfatizou que deve cobrar agilidade na solução do saneamento básico no bairro Rio Vermelho e na Barra da Lagoa.

“Não podemos admitir, hoje, a Barra da Lagoa sem saneamento, jogando o esgoto na Lagoa. Não podemos permitir que o Rio Vermelho não tenha esgoto”.

Outro ponto seria a implantação de ciclovias e calçadas em toda avenida João Gualberto Soares, que vai dos Ingleses até a Barra da Lagoa. Segundo ele, há recurso disponível, no valor de R$ 800 mil, para a execução do projeto.

Festa na comunidade

Fora do dia a dia e da função pública, João Luiz da Bega se diz um homem simples e que preza pelo convívio familiar e dos amigos.

“Gosto de festa de comunidade. Gosto de ir na casa de amigos”, revelou.

O vereador é dono de uma pousada e se dedica a ela, junto com a filha e a esposa. Nos intervalos, ele também disse que a leitura de notícias pela internet e nos jornais impressos costumam ser um passatempo para se atualizar.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.