Darci de Matos evita falar de alianças para o segundo turno para derrotar Udo Döhler

Candidato do PSD teve 27,53% dos votos válidos e superou Marco Tebaldi (PSDB) com quem estava empatado tecnicamente nas pesquisas

A desejada vaga no segundo turno nas eleições para prefeito de Joinville foi bastante comemorado pelo candidato do PSD, Darci de Matos. O deputado estadual somou 84.235 votos e foi a opção de 27,53% do eleitorado joinvilense neste domingo (2). “Estou feliz. Mas agora ainda não é a hora de comemorar, é hora de mais trabalho, de mostrar para a joinvilense dos bairros que podemos fazer uma cidade melhor e mais justa, mais humana e mais feliz”, disse Darci, em entrevista exclusiva aos veículos do Grupo RIC na sede da empresa, logo após o resultado final divulgado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Udo e Darci se cumprimentaram no estúdio da RIC em Joinville - Jaksson Zanco/divulgação
Udo e Darci se cumprimentaram no estúdio da RIC em Joinville – Jaksson Zanco/divulgação

Ele acompanhou a votação em seu comitê eleitoral, no bairro Anita Garibaldi, ao lado da mulher Aparecida de Matos, da filha Mariana, grávida de nove meses, do genro Gabriel e do vice na chapa, Julio Fialkoski (PSB). Darci estava confiante, mesmo diante das pesquisas apontarem que ele estava tecnicamente empatado com o candidato do PSDB, Marco Tebaldi. “É uma eleição disputada, mas acompanhei a votação nos bairros, e o eleitor já me dizia que estávamos muito perto de ir ao segundo turno”.

Para o candidato, uma nova eleição começa a partir de agora. Ele evita falar em alianças e coligações e frisa que seu compromisso é com os eleitores. “Nós vamos continuar trabalhando muito, como sempre fizemos, junto com nosso deputado e nossos vereadores. A nossa aliança não é com partido ou político, nosso compromisso é com o eleitor, com a comunidade. Vamos fazer coligação com sempre fizemos com os eleitores.”

Na corrida pela prefeitura, Darci aposta em uma campanha que converse com a população, que está carente de atenção. “Nosso projeto continua e a nossa preocupação é exatamente cuidar das pessoas, é humanizar a gestão, fazer uma gestão com mais diálogo. Vamos dar atenção a todos e, principalmente para as pessoas mais simples, porque são elas que precisam da prefeitura. Por enquanto não ganhamos nada, temos que trabalhar muito.”

Qual é a principal diferença entre você e seu oponente no segundo turno:
“Acredito que temos visões bem diferentes sobre a cidade, que durante o segundo turno poderemos discutir melhor para esclarecer os eleitores.”

+

Eleições 2020