Candidato à prefeitura de Biguaçu, José Castelo Deschamps participa de chat

Candidato a reeleição, Deschamps respondeu às perguntas dos internautas

Joyce Giotti/ND

castelo deschamps candidato prefeitura biguaçu

Deschamps e seu vice, Ramon Wollinger, estiveram na redação do ND

Os candidatos a reeleição em Biguaçu, José Castelo Deschamps (PP), e o vice-prefeito da chapa Ramon Wollinger (PSDB), estiveram na tarde de hoje (20) na redação do Notícias do Dia para o chat com os internautas. No total, foram respondidas a 12 perguntas com temas como hospital, alça de contorno, turismo e lazer.

Satisfeito com as perguntas enviadas, Deschamps, além de elogiar a iniciativa do Jornal Notícias do Dia, também enfatizou a importância da internet para apresentar as propostas de campanha. “Há uma proximidade com o eleitor, estamos sempre atentos às nossas redes sociais”, salientou Deschamps.

Diego – O Hospital será inaugurado ainda este ano? Tudo indica que não. O que o prefeito tem a falar sobre esta novela?

José Castelo Deschamps – Nesse momento a Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis está com o processo para licitação do entorno e com recursos liberados pelo Governo do Estado. Estamos aguardando esse processo licitatório. O Hospital será de grande importância para a Comarca de Biguaçu! Queremos inaugurar o quanto antes!

Leandro – Seu Governo é considerado modelo na Grande Florianópolis na questão de gestão municipal, portanto, nota-se que ainda falta muita coisa para fazer. Qual a proposta do senhor para não deixar que o município cresça de modo desordenado?

José Castelo Deschamps – Estamos revisando o Plano Diretor do município para tomar esses cuidados. Estamos muito atentos a isso, pois Biguaçu é uma cidade extensa territorialmente e que precisa crescer ordenadamente. Queremos atrair investimentos, como já estamos, para Biguaçu ter uma estrutura mais completa, com melhor infraestrutura para no futuro contarmos com Shoppings, Hotéis, Teatros, Centro Multiuso, mas nunca se esquecendo de conter o crescimento desordenado!

 

 

Marta Soares – Biguaçu não utiliza seu potencial turístico. Quando isso vai mudar, hein?

José Castelo Deschamps – Na revisão do Plano Diretor estamos também atentos a isso, como por exemplo, o engordamento da orla marítima e o Plano de Gerenciamento Costeiro. Temos outros projetos em parceria com a Acolhida na Colônia, auxiliando os moradores da área rural, a Rota Gastronômica de São Miguel, o Selo “Feito por Biguaçu”, que valoriza o trabalho de nossos artesãos e produtos coloniais entre outros. Estamos no caminho certo! Temos muitas belezas naturais a serem melhor aproveitadas, como a Cachoeira do Amâncio.

Luiza – Quanto ao transporte público de Biguaçu que é caótico, e com o preço da passagem muito alto, qual é a sua proposta?

 

José Castelo Deschamps – Já realizamos um estudo completo sobre essa questão e realmente concordamos que o preço está alto, porém quem determina é o Deter. Já temos o projeto de Transporte Integrado em Biguaçu, com um aumento de 300% nos horários de ônibus. Com o Terminal Integrado, que será no Bairro Jardim Janaína, o custo irá reduzir sensivelmente, de acordo com o estudo feito!

 

Junior, Ganso – Gostaria de saber qual a proposta para o lazer dos munícipes de Biguaçu?

 

José Castelo Deschamps – Na área de lazer tivemos um avanço considerável com a instalação de 11 Academias ao Ar Livre, além de reformar todas as área de lazer. Junto com as academias também serão instalados playground para as crianças, como aquela do Prado, ao lado da base da Auto Pista Litoral Sul. Para o próximo mandato vamos continuar com esse projeto, além dos Centros Esportivos maiores, como o que iremos no Loteamento Delta Ville, aonde serão instalados um estádio de futebol e um ginásio poliesportivo. Este recurso já está garantido com uma emenda parlamentar do Deputado Federal Esperidião Amin. Entendemos que investir em lazer e esporte é investir na saúde do nosso povo!

Thaise – A respeito do ensino superior na cidade, qual são as propostas? Bolsas em universidades próximas, criação de centro universitário municipal?

 

José Castelo Deschamps –  Para falar em ensino superior queremos dar uma grande notícia. Teremos em breve em Biguaçu uma unidade do IFSC Instituto Federal de Santa Catarina, 100% gratuito, para cursos de ensino médio profissionalizante e também ensino superior. O Convênio já foi assinado, como o terreno já foi passado do município para o IFSC. Para outras áreas, de acordo com a demanda, já temos uma conversa muito adiantada com a Univali, que tem sido parceira do município.

Carlos – O projeto do senhor a respeito da macrodrenagem finaliza quando? Isso não vai mais causar enchentes na cidade? A verba desta obra vem dos cofres municipais?

 

José Castelo Deschamps –  Projeto da Macrodrenagem é a maior obra pública da história de Biguaçu e região. Foi apontada pelo Governo Federal como obra modelo do PAC. O cronograma da primeira etapa está elaborado para dois anos, aonde já foram cumpridos 34% do seu total. Já estamos com mais 28 milhões de Reais viabilizados para a segunda etapa, aonde contempla a dragagem do Rio e a construção dos molhes na foz do mesmo. Acreditamos que Biguaçu não sofrerá mais com enchentes e esta verba é 95% do orçamento geral da união, com contrapartida de apenas 5% do município e zero de custo para a população!

Marta Soares – Castelo Falta muita coisa no que diz respeito ao saneamento básico. O que o senhor fará se tiver mais quatro anos?

José Castelo Deschamps –  Estamos implantando os primeiros metros de tubulação de esgoto sanitário da história de Biguaçu, em parceria com a Casan, sendo instalados na Avenida Francisco Roberto da Silva. Este investimento será de 39 milhões de Reais e será estendido para os demais bairros. Nos meus próximos 4 anos investiremos ainda mais em saneamento básico, pois investir em saneamento é investir em saúde. Queremos pedir desculpas pelos transtornos dessas obras, que serão temporários, mas os benefícios serão permanentes.

Alysson – O senhor como empresário chegou em Biguaçu com uma politica de geração de empresas. Até agora não constatamos a chegada de novas empresas em nosso município. Podemos esperar isto futuramente?

 

José Castelo Deschamps –  Diversas empresas se instalaram em Biguaçu, como a JAMEF, o Angeloni, a Goedert, entre outras. Ainda estão vindo a Distlé, porque acreditam na nossa administração e acreditam no potencial de Biguaçu. Criamos a Casa do Empreendedor, o pró-emprego e estamos inaugurando o pró-cidadão, para melhor atender o nosso munícipe e também os empreendedores. Somente no primeiro semestre de 2012 já foram instaladas mais de 300 empresas em Biguaçu, dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Pesquisa da Fiesc apontou que em 2011 Biguaçu foi campeã da região da Grande Florianópolis na geração de empregos, com aumento de 7% no número de empregos formais. Será inaugurado em breve o primeiro Condomínio Industrial na história de Biguaçu, com mais de um milhão de metros quadrados, o CICOB.

Dilma Heber – A cada dia a rodovia que nos leva a Antônio Carlos fica mais perigosa, além de loteamentos novos fazerem trevos sem qualquer supervisão dos órgãos competentes. Hoje temos que fazer uma curva na frente do Deltaville, tem algum projeto quanto a duplicação do restante do trecho?

José Castelo Deschamps –  O processo está em pleno andamento no Deinfra, órgão estadual no qual compete a duplicação da Rodovia. Para isso foram necessárias parcerias políticas entre os dois prefeitos, de Biguaçu e Antonio Carlos, no qual será viabilizado com o adiantamento do ICMS das empresas Petrobrás e Vonpar, para a obra acontecer mais rapidamente, sempre com o aval do Governo do Estado.

Pedro Delmar – E a alça de contorno, quando sai do papel?

José Castelo Deschamps – modestamente sou o Prefeito que mais tem se dedicado à construção do anel viário. Entendemos que esta é uma obra das mais importantes para a Grande Florianópolis. Por isso nosso total empenho para que essa obra saia do papel. Promovemos diversas reuniões aqui na região e em Brasília, questionando e pressionando a ANTT e a Auto Pista Litoral Sul. A questão da mobilidade urbana é de ordem regional e deve ser pensada com a participação de todos os municípios que integram a região metropolitana.

Marcos Silva – Na sua gestão alguns bairros receberam academias ao ar livre. Se o senhor se for reeleito, pretende continuar realizando esta obra em outros bairros também?

José Castelo Deschamps – Entendemos que as academias ao ar livre são de grande importância para a saúde das pessoas. Com isso as pessoas ficam menos doentes e socialmente se integram. Quero lembrar que antes da nossa gestão não existia nenhuma academia ao Ar Livre em Biguaçu. Já instalamos 11 e vamos continuar ampliando esse projeto, pode confiar.

João – E projetos para os idosos, o senhor tem?

José Castelo Deschamps – O idoso tem que ser tratado com muito respeito. Já criamos no nosso Centro de Convivência dos Idosos cursos de dança, informática, além de promovermos viagens e passeios. É muito bom ver os idosos interagindo entre eles e eu me sinto muito à vontade quando tenho a oportunidade de participar dos seus encontros. Fizemos ainda o projeto da prótese dentária a pessoas com idade superior a 60 anos, de forma gratuita. Os novos projetos são a aquisição de um Ônibus exclusivo para os idosos, a implantação da Casa Dia, para os idosos que necessitarem de um cuidado mais especial, entre outras necessidades.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...