Mansões e carros de luxo: Veja o patrimônio dos candidatos à prefeitura de Florianópolis

Um dos candidatos é dono de uma casa na Flórida. Outros dois gostam do mesmo veículo: o Volvo XC60. Declaração de bens está disponível na plataforma Divulgacand

Todos os 10 candidatos à prefeitura de Florianópolis entregaram o requerimento de candidatura no site do TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina). O prazo para entregas online acabou neste sábado (26), às 8h, e as entregas físicas terminam às 19h.

TRE-SC – Foto: Alesc/Divulgação/ND

No requerimento junto à Justiça Eleitoral, alguns candidatos declararam bens de altíssimo valor, como casa na Flórida, veículos de luxo da marca Volvo e participações milionárias em empresas.

As informações estão disponíveis no Divulgacand, plataforma do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que concentra os requerimentos de candidatura em todo país. Somando a declaração dos candidatos à prefeitura de Florianópolis e seus respectivos vices, o Partido Novo tem o maior patrimônio: R$ 8,2 milhões.

É justamente do candidato à prefeitura do Novo, Orlando Silva, a posse de uma casa na Flórida avaliada em R$ 2 milhões. Segundo a declaração de bens transmitida ao TSE, Silva tem um patrimônio de 4,9 milhões, o maior entre os candidatos à prefeitura da Capital. O vice, Dr. Barboza – também do Novo – declarou um total de R$ 3,3 milhões em bens.

Angela, Gean e o Volvo XC60

Adversários no segundo turno das eleições de 2016, o atual prefeito Gean Loureiro (DEM) e Angela Amin (PP) possuem o mesmo carro: ela declarou ser dona de dois veículos Volvo XC60, um acréscimo de R$ 469 mil no patrimônio da candidata, que totaliza R$ 3,1 milhões. Ao declarar ter um exemplar deste modelo, Loureiro acresceu R$ 170 mil no seu patrimônio de R$ 539 mil.

Durante as negociações para formar sua chapa de 2020, o PP de Angela atraiu o atual vice de Gean, João Batista Nunes (PSDB). Enquanto isso, Gean buscou outro vice para esta disputa (Topázio Neto, do Republicanos) e, com isso, a declaração de patrimônio feita pela chapa de Gean também cresceu.

Enquanto João Batista Nunes disse que tem R$ 238 mil em bens, Topázio declarou R$ 3,6 milhões. Seu maior patrimônio é a participação na empresa VIA BC no valor de R$ 1,4 milhão.

Outro candidato que chega com um vice com patrimônio superior ao seu é Pedro Assis Silvestre (PL). Enquanto o vereador e candidato à prefeitura de Florianópolis declarou R$ 532 mil, seu vice, Eduardo Usuy (também do PL), declarou R$ 1 milhão.

Candidatos com menos recursos

Os candidatos à prefeitura de Florianópolis com menos recursos são do PCO. O candidato a prefeito, Jair Fernandes, e o candidato a vice, Ivan Rubens Dário, declararam que não possuem bens.

Após o encerramento do prazo para os pedidos de candidatura, a Justiça Eleitoral deve julgar todos os pedidos de registro, inclusive os impugnados, até o dia 26 de outubro.

Veja, a seguir, o valor dos bens declarados pelos candidatos à prefeitura de Florianópolis e seus respectivos vices na plataforma Divulgacand:

  • Alexander Brasil (PRTB): R$ 70.000,00
    Letícia Mattos (PRTB): R$ 49.697,27
  • Angela Amin (PP): R$ 3.121.178,35
    João Batista Nunes (PSDB): R$ 238.336,39
  • Dr. Ricardo (Solidariedade) R$ 350.000,00
    Guaraci Fagundes (PV) : Nenhum bem cadastrado
  • Gabriela Santetti (PSTU): R$ 45.000,00
    Diogo Leal (PSTU): R$ 28.472,00
  • Gean (DEM): R$ 539.970,00
    Topázio Neto (DEM): R$ 3.604.931,00
  • Helio Bairros (Patriota): R$ 3.057.157,46
    Policial Federal Edgar Lopes (Patriota): R$ 1.000.000,00
  • Jair Fernandes (PCO): Nenhum bem declarado
    Ivan Rubens Dário (PCO): Nenhum bem declarado
  • Orlando Silva (Novo): R$ 4.910.081,93
    Dr. Barboza (Novo): R$ 3.391.449,99
  • Pedrão (PL): R$ 532.362,60
    Eduardo Usuy (PL): R$ 1.001.171,90
  • Professor Elson (PSOL): R$ 466.317,34
    Lino Peres (PT): R$ 47.444,77
+

Eleições 2020