Reeleito em Blumenau, Hildebrandt deve descansar por alguns dias

Prefeito vai se afastar do cargo para recuperar a saúde e retomar a finalização do mandato e os planos para 2021

Após cinco meses ininterruptos de trabalho na corrida eleitoral, o prefeito reeleito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), afirmou que deve se afastar do cargo por alguns dias para descansar e definir as primeiras decisões do novo governo que começa em 2021.

Hildebrandt conversou com a equipe da NDTV na manhã desta segunda-feira (30), e agradeceu a apresentadora Márcia Dutra por tê-lo amparado no debate do sábado (21), em que ele precisou de cuidados médicos ao passar mal.

Hildebrandt fala sobre as expectativas para o novo governo e agradece os eleitores de Blumenau – Foto: Arquivo NDTVHildebrandt fala sobre as expectativas para o novo governo e agradece os eleitores de Blumenau – Foto: Arquivo NDTV

“A tendência, segundo orientações [do médico Dr. Mota ] é que a partir de terça-feira (1°) até domingo (6) eu me afaste e assuma a prefeitura o presidente da Câmara, Marcelo Lanzarin, que vai tocar até a outra semana. Então nosso objetivo é dar uma descansada e frear um pouco o organismo”, ponderou.

O prefeito destacou a responsabilidade de encerrar o atual mandato com os desafios da pandemia da Covid-19. “Temos ainda o desafio do encerramento de mandato e existe uma série de responsabilidades e claro, a maior responsabilidade continua forte e firme em Blumenau que é o cuidado da população em relação à pandemia e ao coronavírus”.

Quanto a organização no segundo mandato e o modelo de gestão, Hildebrandt afirmou que não devem ocorrer muitas mudanças, mas que o planejamento ainda será avaliado.

“O nosso modelo de gestão continua o mesmo, que é a responsabilidade com todas as áreas, com a saúde, com a assistência social, com educação, que é um dos grandes desafios também, no ano que vem, o retorno das atividades escolares em relação à pandemia”, destacou o prefeito.

Além do retorno às aulas, Hildebrandt afirmou que há uma preocupação com a economia do município. “Responsabilidade em relação ao desenvolvimento econômico, ao turismo que também foi muito afetado por conta do coronavírus aqui em Blumenau, que é uma cidade que também depende do turismo”.

Na transição, alguns ajustes serão feitos, mas a equipe de governo deve sofrer poucas alterações. “Nossa transição será o ajuste de alguns espaços e secretarias. Ainda não paramos para pensar governo como a reestruturação, mudança de nomes, com certeza muitos nomes que estão aí serão reaproveitados, até porque, temos uma equipe fantástica que tem feito um grande trabalho na prefeitura de Blumenau”.

Hidelbrandt também destacou o trabalho da sua vice-prefeita, Maria Regina Soar (PSDB), e sua experiência na saúde junto à Federação Catarinense de Municípios (FECAM).

“Neste momento ela exerce a função de consultora junto à FECAM em relação ao Coronavírus até o dia 31 de dezembro e claro, isso nos ajuda a termos mais informações e tomarmos decisões junto ao Governo do Estado neste momento”, enfatizou Hidelbrandt.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Eleições 2020