Reprocessamento de votos dá reeleição para vereador Alexandre Matias

Com a inclusão dos votos de dois candidatos que aguardavam decisão judicial o quociente eleitoral mudou e deu a vaga ao candidato tucano

O reprocessamento de votos feitos na tarde desta sexta-feira (27) pela Justiça Eleitoral de Blumenau garantiu a reeleição do vereador Alexandre Matias (PSDB). O procedimento foi necessário porque o Tribunal Regional Eleitoral validou os votos de dois candidatos que estavam com os registros suspensos.

Fotografia de perfil do vereador reeleito Alexandre Matias. Ele veste terno e está usando um microfone.Alexandre esperava reprocessamento para assumir segunda cadeira do partido – Foto: Redes sociais/Reprodução

Com a inclusão dos 143 votos de Maria Elena da Saúde e dos 145 conquistados por Diogo Carioca, o cálculo para definição dos vereadores eleitos mudou e o PSDB ficou com mais uma cadeira na Câmara Municipal. Isso porque o partido chegou 12.466 e superou o Novo, que obteve 12.377. Assim tirou a vaga de Diego Nasato (Novo), que vira suplente.

Várias autoridades reunidas na sede da Justiça Eleitoral de Blumenau aguardando reprocessamento dos votos.Reprocessamento de votos na Justiça Eleitoral de Blumenau – Foto: Gabriela Milanezi/NDTV

Representantes de diferentes partidos e a presidente da OAB-Blumenau, Maria Teresinha Erbs, acompanharam o reprocessamento na sede da Justiça Eleitoral de Blumenau. Matias também esteve no local e, em entrevista à jornalista Gabriela Milanezi, da NDTV, disse aliviado após duas semanas de angústia.

“A gente vai dar continuidade ao trabalho que já vinha executando, com comprometimento com as pessoas que acreditaram na gente, deram o voto de confiança e, acima de tudo, parabenizar o processo democrático da eleição”, afirmou o parlamentar reeleito com 2.037 votos.

Como fica a composição da Câmara agora

  • Bruno Cunha (Cidadania) – 4.892 votos;
  • Professor Gilson (Patriota) – 3.311 votos;
  • Cristiane Loureiro (Podemos) – 3.124 votos;
  • Marcos da Rosa (DEM) – 2.980 votos;
  • Egidio Beckhauser (Republicanos) – 2.733 votos;
  • Jovino Cardoso (Solidariedade) – 2.656 votos;
  • Ito Ailton de Souza (PL) – 2.638 votos;
  • Adriano Pereira (PT) – 2.410 votos;
  • Maurício Goll (PSDB) – 2.231 votos;
  • Carlos Wagner Alemão (PSL) – 2.220 votos;
  • Emmanuel Tuca de Santos (Novo) – 2.115 votos;
  • Alexandre Matias (PSDB) – 2.037 votos;
  • Silmara Silva Miguel (PSD) – 1.961 votos;
  • Marcelo Lanzarin (Podemos) – 1.942 votos;
  • Almir Vieira (PP) – 1.933 votos;

Pode ter mais mudanças

A composição da Câmara de Vereadores de Blumenau para a próxima legislatura ainda pode ter mudanças. Isso porque Guto Reinert (Podemos) e Jadison Fernandes (PSD) tiveram os registros das candidaturas indeferidos e recorrem da decisão.

Como os processos não estavam finalizados na Justiça Eleitoral no dia da votação, os nomes deles apareceram nas urnas. Guto Reinert  recebeu 2.405 votos e Jadison Fernandes (995). Caso tenham consigam decisão favorável, um novo reprocessamento de votos precisa ocorrer.

“A partir do momento que houver mudança no status de algum candidato, com registrado de candidatura indeferido para deferido, tem de ser feita uma nova retotalização”, explica a juíza eleitoral Simone Faria Locks.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Eleições 2020