SC tem 5,2 milhões de eleitores aptos a votar em 2020

Dados da Justiça Eleitoral apontam crescimento de 4,4% do eleitorado catarinense comparado às últimas eleições municipais; veja o perfil dos eleitores

No dia 15 de novembro, 5.205.931 eleitores catarinenses estão aptos a votar para eleger prefeitos e vereadores em 295 municípios. Os dados foram disponibilizados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no dia 7 de agosto.

Em comparação com o pleito municipal anterior, houve um crescimento de 4,4%. Eram 4.985.048 eleitores em 2016.

Dados da Justiça Eleitoral apontam crescimento de 4,4% do eleitorado catarinense comparado às últimas eleições municipais – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação/ND

Dos eleitores aptos a votar, 4.221.490 (81,09%) estão cadastrados no sistema biométrico – a impressão digital – e 984.441 (18,91%), não estão na biometria. No entanto, por conta da pandemia da Covid-19, não haverá identificação biométrica do eleitor nas eleições 2020. 

Santa Catarina possui 106 zonas eleitorais sendo que 16 municípios sediam mais de uma zona eleitoral. Entre eles estão Blumenau (3ª e 88ª); Chapecó (35ª e 94ª); Criciúma (10ª, 92ª e 98ª); Florianópolis (12ª, 13ª e 100ª); Itajaí (16ª e 97ª) e Joinville (19ª, 76ª, 95ª, 96ª e 105ª). Ao todo, o Estado tem 16.537 seções espalhadas pelos 295 municípios.

Número de eleitores

Joinville é a cidade com o maior eleitorado, com 403.526 pessoas aptas a votar, seguida por Florianópolis, com 357.049; Blumenau, com 247.014; São José, com 170.817; e Chapecó, com 151.220.

Na outra ponta, os cinco municípios com os menores números de eleitores são: Lajeado Grande (1.397), Santiago do Sul (1.440), Jardinópolis (1.598), Presidente Castello Branco (1.632) e Flor do Sertão (1.684).

Gênero

A maioria do eleitorado catarinense é feminino. São 2.687.486 mulheres, o que equivale a 51,6% dos eleitores, contra 2.518.444 (48,4%) eleitores do sexo masculino.

Desde 2018 a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 263 pessoas utilizarão esse direito no documento em Santa Catarina. Além disso, 50,4% dos eleitores no Estado se disseram solteiros e outros 40,2% casados.

Para o TRE, esse dado relativo ao eleitorado feminino se justifica pelas ações adotadas tanto pelo Congresso Nacional como pelo TSE e pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no sentido de promover o aumento do número de mulheres na política.

As cotas de gênero, por exemplo, buscam alcançar pelo menos 30% de candidaturas femininas, a fim de equilibrar o número de eleitoras ao número de representantes femininas em cargos eletivos.

Faixa etária

Em Santa Catarina, os eleitores na faixa de 35 a 39 anos são a maioria, com 10,91%, seguido de perto pela faixa de 30 a 34 anos, com 10,69%. O eleitorado com voto facultativo no Estado, menores de 18 anos e maiores de 70 anos, é de 437.451 (8,4%). Desse total, 22.452 estão entre 16 e 17 anos.

A maior parte do eleitorado catarinense informou ter o ensino médio completo, sendo 25,33%, índice equivalente ao número do país, que é de 25,47%. Em seguida, outros 24,8% disseram ter o ensino fundamental incompleto.

O número de eleitores com deficiência merece destaque. No pleito municipal anterior eram 13.444 aptos a votar. Este ano, subiu para 25.668, um crescimento de 90,9%. Importante ressaltar que os dados consideram a declaração do cidadão no momento em que se registrou como eleitor, ou seja, não significa que houve um aumento de pessoas com deficiência.

Em Santa Catarina, os eleitores na faixa de 35 a 39 anos são a maioria, com 10,91% – Foto: TSE/Divulgação

Curiosidades

Os dados disponibilizados pelo TSE apresentam algumas curiosidades. Uma delas é que existem 1.158 idosos em Santa Catarina com mais de 100 anos, e que estão com as obrigações eleitorais em dia e poderão ir às urnas.

Há outras singularidades nos dados disponibilizados pelo TSE,  como, por exemplo, no município de Jupiá, localizado na Microrregião do Alto Irani, onde a diferença numérica entre os eleitores do sexo feminino e masculino é irrisória. Dos 2.041 eleitores, 1.020 são do sexo feminino e 1.021 do sexo masculino.

Caso semelhante ocorre na cidade de Salto Veloso, no Meio Oeste catarinense, na qual dos 3.475 eleitores, 1.738 são mulheres e 1.737 homens. Já em Iporã do Oeste, outro dado curioso. O sexo feminino e masculino tem o mesmo número de eleitores, são 3.565 cada um.

Os casos de Planalto Alegre, localizado no Oeste do estado, e Morro Grande, na região do Extremo Sul catarinense, também merecem destaque. Ambos possuem o mesmo número de eleitores: 2.767 pessoas aptas a votar em cada município.

Processo de votação

Conforme o TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina),  com relação ao processo de votação frente à pandemia, estão sendo observadas as orientações do TSE. O órgão tem se apoiado em especialistas da área da saúde para estabelecer soluções sanitárias seguras para os eleitores, mesários e todos os demais envolvidos no processo de votação.

Algumas dessas medidas são: uso de bandeja para repasse de documentos, disponibilização de álcool gel para eleitores e mesários, equipamentos individuais de proteção para mesários (máscaras), demarcação de distanciamento entre eleitores, dentre outros.

Em relação ao processo de votação em si, segundo o TRE-SC, não haverá alterações significativas, com exceção da ausência da identificação biométrica do eleitor.

+

Eleições 2020