TSE vai receber doação de materiais de proteção para uso em eleições

Para o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as doações são importantes para evitar onerar mais os cofres públicos

Com objetivo de garantir a segurança de eleitores e mesários nas eleições municipais durante a pandemia, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai receber doações de produtos equipamentos e serviços de 26 empresas e instituições de vários seguimentos.

Urna eletrônica – Foto: Elza Fiúza/ABr

As entidades já selecionadas vão fornecer equipamentos de proteção, produtos e materiais necessários para prevenir o contágio pelo novo coronavírus nos locais de votação e nas seções eleitorais durante o pleito.

As instituições também ficarão responsáveis pela logística de entrega dos materiais diretamente nos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais), sem gasto de dinheiro público.

Doações importantes

Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as doações são importantes no atual contexto econômico para evitar onerar ainda mais os cofres públicos: “O país vive uma crise fiscal, por isso optamos por buscar esses materiais e equipamentos de segurança na iniciativa privada mediante doação para que os recursos públicos possam ser canalizados para o enfrentamento da pandemia”.

Barroso destacou que há uma onda de solidariedade em diferentes segmentos da sociedade: “Dezenas de empresas manifestaram interesse em colaborar no fornecimento de máscaras, álcool gel para os mesários, álcool gel em litros para os eleitores, protetores faciais e adesivos para marcação no chão para distanciamento social”.

As empresas foram selecionadas após a publicação do edital de aviso de solicitação de manifestações de interesse. A lista completa foi publicada na noite de sexta-feira (28).

+

Eleições 2020