Uma nova eleição: os planos de Darci de Matos e Adriano Silva em Joinville

Votação foi apertada na maior cidade de Santa Catarina: Darci de Matos somou 25,30% dos votos e Adriano Silva teve 22,98%

O resultado das eleições de Joinville, no Norte de Santa Catarina surpreendeu até mesmo os candidatos que conquistaram a chance de disputar a Prefeitura no segundo turno. Darci de Matos (PSD) e Adriano Silva (Novo) contabilizaram mais de 60 mil votos cada um e começam, na segunda-feira (16), uma nova campanha. Serão duas semanas de trabalho até o resultado final e a divulgação do nome do novo prefeito da maior cidade do Estado.

Joinville terá segundo turno entre Darci de Matos e Adriano Silva – Foto: Divulgação/NDJoinville terá segundo turno entre Darci de Matos e Adriano Silva – Foto: Divulgação/ND

Com 66.831 votos, Darci de Matos chega ao segundo turno na terceira eleição que disputa à prefeitura. Em sua primeira manifestação como candidato já na disputa do segundo turno, o experiente político reafirmou que não fará coligação e que não escolhe adversários, mas alfinetou novamente o adversário. “Eu não escolho adversário, sempre disse que teria estaria no segundo turno e estou muito feliz porque chegamos e agora será possível discutir as propostas. Não dá para colocar a maior cidade do Estado nas mãos de quem não tem preparo”, disse.

Darci de Matos e Rodrigo Fachini foram os mais votados em Joinville – Foto: Divulgação/NDDarci de Matos e Rodrigo Fachini foram os mais votados em Joinville – Foto: Divulgação/ND

O candidato ressaltou, ainda, que já tem planejamento para a transição de governo e que acredita na vitória. “ Temos planejamento para o segundo turno, para fazer a transição e para começar a governar de maneira correta, planejada, destravando Joinville e buscando recursos para construir uma cidade que ofereça verdadeiramente oportunidades para o joinvilense. Vou ganhar a eleição sem fazer coligação no segundo turno”, complementou.

Em segundo e com uma votação que surpreendeu até mesmo a ele próprio, Adriano Silva encara o resultado como um pedido de mudança de Joinville. O jovem político ressaltou, ainda, a campanha do Novo e o resultado das eleições gerais.

“Percebemos que Joinville quer mudança. Fizemos uma campanha enxuta, transparente. Acreditamos em um caminho novo, diferente. Estamos muito felizes. Nós imaginávamos que tínhamos chances, mas os números nos impressionaram por estar tão perto do primeiro colocado”, falou. Adriano somou 60.728 votos.

Adriano Silva e Rejane Gambin chegam ao segundo turno e a proposta é por “nova política” – Foto: Divulgação/NDAdriano Silva e Rejane Gambin chegam ao segundo turno e a proposta é por “nova política” – Foto: Divulgação/ND

Após as declarações do adversário, Adriano respondeu e emendou que é um político “diferente”. “Depende de qual experiência estamos falando. Eu administro uma empresa centenária e a minha experiência não está em cima de politicagem. Queremos uma política diferente, queremos tratar das questões da cidade sem troca de favores e indicações”, ressaltou.

Adriano salientou, ainda, que o Novo quer ser propositivo, mostrar e executar projetos para a cidade. Além de conquistar a vaga no segundo turno, o Novo elegeu três vereadores. “Isso é fantástico, é uma renovação importantíssima para a história política de Joinville. O joinvilense conheceu e reconheceu esse novo formato de fazer política”, finalizou.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Eleições 2020