Eron Giordani deixa Casa Civil após resultado do impeachment

Carlos Moisés, governador de Santa Catarina, foi afastado por 6x4 no tribunal do impeachment e governo tem primeira baixa

Após a votação do impeachment que afastou do cargo o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), por crime de responsabilidade na compra dos respiradores, o Chefe da Casa Civil, Eron Giordani, pediu exoneração do cargo.

Eron Giordani, pediu exoneração do cargo de Chefe da Casa Civil – Foto: Divulgação/SECONEron Giordani, pediu exoneração do cargo de Chefe da Casa Civil – Foto: Divulgação/SECON

A informação foi confirmada pela assessoria do Governo do Estado. Eron atuou como secretário da Casa Civil nas prefeituras de Chapecó e Florianópolis, participou do Conselho de Administração da Celesc e também foi chefe de gabinete da presidência da Assembleia Legislativa (Alesc).

A votação do impeachment do governador de Santa Catarina, começou às 9h desta sexta-feira (26) e acabou por volta de 23h30 com a proclamação por parte do presidente do tribunal, desembargador Ricardo Roesler, que afastou Moisés do cargo por crime de responsabilidade na compra dos respiradores.

O que Moisés disse após a decisão 

Carlos Moisés usou as redes sociais para se manifestar sobre o resultado da votação do impeachment na sexta-feira.

“Reafirmo minha crença na Justiça. Não há justa causa para o impeachment, como já atestaram o Ministério Público, o Tribunal de Contas do Estado e a Polícia Federal”, escreveu o governador Carlos Moisés (PSL).

Ele disse ainda que vai “trabalhar para que a transição à gestão interina ocorra de forma tranquila e sem prejuízos ao enfrentamento da pandemia. Como sempre afirmei, a prioridade é a vida dos catarinenses”.

Daniela também se manifestou nas redes sociais

Logo após a sessão do tribunal misto de julgamento, a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) comentou sobre o resultado do julgamento.

“Acompanhei o julgamento do impeachment do governador Carlos Moisés e recebi o resultado com tranquilidade e a responsabilidade de trabalhar para que Santa Catarina supere esse momento crítico da segunda onda da pandemia de forma efetiva”, afirmou Daniela.

+

Política SC