Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.


Governador quer apuração em erro de investigação

O governador Moisés diante desses novos acontecimentos tem todo o direito de solicitar uma investigação. Ele é o maior prejudicado. O whats -up que aparece no relatório não é do governador, mas de uma linha comercial do governo, onde não dá para provar que o governador tenha utilizado para contatos com envolvidos na compra dos respiradores, ou qualquer outra pessoa. Isso é grave, pois provocou inclusive a abertura de uma investigação pelo Superior Tribunal de Justiça e como consequencia uma operação de busca e apreensao na casa da Agronômica. Como vimos a pouco o governador, com base nesses fatos, tentará anular ou retardar o segundo processo de impeachment e se defender junto ao STJ utilizando esse material que denominou de erro em investigação. Ele foi inclusive acusado de mentiroso pela CPI dos respiradores e agora surge uma falha na condução das investigações dentro do Gaeco, que pode ou não ser relevante, diante de um relatório, que será votado amanhã, composto por várias situações, captadas pela CPI. que caracterizaram um crime. Não se trata apenas desse ponto, há outros, mas merece sim uma apurada investigação. Vale ressaltar que esses acontecimentos não interferem em nada no primeiro processo. São fatos distintos. O primeiro envolve o pagamento considerado irregular aos procuradores do estado causando prejuízos ao erário e provocando um crime de responsabilidade. Em dez dias teremos o resultado desse processo, podendo afastar o governador e a vice por 180 dias.