Governo ignorou alerta sobre risco na antecipação do pagamento de respiradores, diz dirigente do TCE

O Ministério Público de Santa Catarina liberou, nesta terça-feria (28), o depoimento do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Adircélio Ferreira Moraes Junior, na investigação sobre a compra de respiradores hospitalares.

De acordo com o dirigente do TCE, o governo ignorou o alerta sobre as possíveis complicações na antecipação do pagamento dos respiradores, que custaram R$ 33 milhões ao Estado.

Confira na reportagem do ND Notícias.

+

ND Notícias