Karina Manarin

Com foco em notícias de política, o blog traz todos os dias também as informações do cotidiano e que interferem diretamente na vida das pessoas de todo o Sul Catarinense.


Governo restringe atividades mas não decreta lockdown

Entre as medidas apresentadas pelo Governo, a restrição ao consumo de bebidas alcoólicas, a partir das 21h, nos dias de semana, para consumo no local da venda.

Reunião integrantes do Governo – Foto: Júlio Cavalheiro/SecomReunião integrantes do Governo – Foto: Júlio Cavalheiro/Secom

O Governador Carlos Moisés da Silva, do PSL, vai publicar ainda nesta quarta-feira um novo decreto com  regras de combate ao coronavírus. As medidas no entanto, não incluem um “lockdown” estendido. Por ora, Moisés prorrogou para mais este fim de semana o fechamento do que o Governo chama de “serviços não essenciais”.

Durante a reunião nesta manhã com prefeitos, Moisés destacou a medida que impõe restrição ao consumo de bebidas alcoólicas, a partir das 21h, nos dias de semana, para consumo no local da venda.

O objetivo é conter aglomerações e também evitar acidentes de trânsito e outras ocorrências que acabam sobrecarregando o sistema de saúde.

Confira algumas das medidas apresentadas pelo Governo após a reunião desta manhã:

A proposta do Governo do Estado, discutida com as autoridades, traz entre as medidas a proibição de fornecimento com consumo no local de bebidas alcoólicas das 21h até as 6h e a prorrogação do uso de efetivo de 500 policiais exclusivamente para a fiscalização das medidas sanitárias previstas em decreto.

Além destas ações, o modelo apresentado aos gestores municipais prevê a partir de sexta-feira, 12 de março, até a próxima sexta, 19 de março, por uma semana – ressalvado o fim de semana – a limitação de funcionamento de uma série de atividades por limite de ocupação até 25% e atendimento ao público das 6h até as 23h59.

No transporte coletivo haverá limitação de 50% da ocupação do veículo.

O funcionamento de casas noturnas, realização de shows, além de qualquer tipo de aglomeração de pessoas continuam proibidos.

Para o fim de semana, ficará em funcionamento somente aqueles serviços e atividades estritamente necessários.

Participaram da reunião prefeitos das 21 maiores cidades, de 20 associações de municípios, secretários de Estado e o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Mauro de Nadal.

A moderação do debate foi conduzida pelo chefe da Casa Civil, Eron Giordani.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.