Moisés assina acordo de desenvolvimento sustentável durante a COP26; entenda

Segundo o governo do Estado, a adesão ao ICLEI América do Sul engaja Santa Catarina a uma das principais pautas em torno das mudanças climáticas

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (sem partido), assinou o termo de adesão ao ICLEI América do Sul nesta quarta-feira (10), durante o quarto dia de agenda do chefe do Executivo na COP26, em Glasgow, na Escócia.

Carlos Moisés assina adesão de SC ao ICLEI – Foto: Peterson Paul/SecomCarlos Moisés assina adesão de SC ao ICLEI – Foto: Peterson Paul/Secom

O ICLEI é uma rede global com mais de 2.500 governos locais e regionais em prol do desenvolvimento urbano sustentável. Ativo em mais de 125 países, o programa impulsiona a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono “baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular”.

Segundo o governo do Estado, a assinatura engaja Santa Catarina a uma das principais pautas em torno das mudanças climáticas.

“É muito importante para Santa Catarina poder contar com a expertise do ICLEI no monitoramento e na transparência das ações que já desenvolvemos e que iremos alcançar”, disse o governador.

“O engajamento de Santa Catarina diante da mitigação dos efeitos das mudanças climáticas é uma demonstração de responsabilidade com o meio ambiente e com as futuras gerações”, frisou Moisés.

De acordo com o governador, além de inventariar o trabalho de Santa Catarina, o órgão fará o acompanhamento que vai indicar se os objetivos diante do desenvolvimento urbano sustentável estão sendo cumpridos.

Ações já colocadas em prática

O chefe do Executivo catarinense conversou com o diretor de Advocacia Global do ICLEI, Yunus Arikan, e listou algumas ações que Santa Catarina colocou em prática, com o objetivo de reduzir a emissão de gases de efeito estufa e a transição justa da matriz energética do estado para fontes alternativas de energia limpa.

Este foi o quarto dia da comitiva catarinense em Glasgow, na Escócia – Foto: Peterson Paul/SecomEste foi o quarto dia da comitiva catarinense em Glasgow, na Escócia – Foto: Peterson Paul/Secom

Entre as ações, o governador citou “o investimento de R$ 300 milhões para a proteção e recuperação de nascentes, a implantação de uma rede de postos para recarga de carros elétricos, sistemas que ajudam a fiscalização por órgãos ambientais, além de incentivos fiscais a empresas comprometidas com a proteção ambiental”.

A assinatura do termo de adesão ao ICLEI foi acompanhada por demais integrantes da comitiva catarinense na COP26, os secretários Executivos do Meio Ambiente, Leonardo Porto Ferreira, e de Assuntos Internacionais, Fernando Raupp, além do deputado estadual Fabiano da Luz, representando a Alesc (Assembleia Legislativa).

Segundo o governo, a comitiva catarinense também se reuniu com integrantes do Banco Europeu, onde foram apresentadas linhas de crédito específicas para investimentos nas ações debatidas durante a COP26.

A COP26

Este ano, a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas tem como centro do debate, envolvendo líderes mundiais e as questões climáticas, o aceleramento das ações  para conter o aquecimento global e medidas para impulsionar a transição ao desenvolvimento neutro em carbono.

+

Política SC

Loading...