João Paulo Messer

Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Movimento do Sul de olho na eleição de 2022

Os nomes de Clésio Salvaro (Criciúma) e Joares Ponticelli (Tubarão) na pré-lista

Mesmo vencedor cinco eleições para prefeito em Criciúma, todas elas com larga vantagem de votos, o prefeito Clésio Salvaro (PSDB) tem raros ensaios de voos mais altos, como por exemplo nas eleições de 2022. Este fato começa a inquietar tucanos do sul do Estado.

Clésio Salvaro soma cinco vitórias seguidas na última década. – Foto: SECOM PM CriciúmaClésio Salvaro soma cinco vitórias seguidas na última década. – Foto: SECOM PM Criciúma

Na sua primeira eleição em 2008 foi eleito com 48 por cento dos votos num processo extremamente competitivo. Em 2012 obteve 62 por cento dos votos, mas não pode assumir em virtude de uma denúncia de abuso de poder político, situação mais tarde revertida pelo Tribunal Superior Eleitoral. Quando a reversão ocorreu era tarde e ele já havia eleito o seu sucessor com 72 por cento dos votos em eleição suplementar em 2013.

Em 2016 Clésio Salvaro voltou a disputar a prefeitura e fez 76 por cento dos votos válidos e foi reeleito com 72 por cento em 2018. Atualmente governa com altos índices de aprovação.

Recentemente Criciúma foi considerada a cidade mais transparente de Santa Catarina, a segunda no Sul do país e a 9ª em todo o Brasil. O mérito do município veio pelo recebimento da nota 9.95 na segunda edição da Escala Brasil Transparente (EBT) – Avaliação 360°, realizada pela Controladoria Geral da União (CGU). O resultado foi divulgado não último dia 15 de março, e avaliou 665 municípios com mais de 50 mil habitantes.

Ele foi duas vezes suplente de deputado estadual e duas vezes titular, sendo a segunda tendo sido o deputado estadual mais votado pelo seu partido, o PSDB.

Nem por todos estes predicados o nome de Clésio Salvaro tem aparecido com tanta frequência nas conversas de bastidores que preparam a eleição de 2022. Há de se considerar, ainda, que a presidente do seu partido no Estado é a deputada federal reeleita Geovania de Sá, inserida no mundo político por Salvaro no primeiro ano de seu primeiro mandato.

Clésio Salvaro foi quem inseriu a hoje deputada Geovânia de Sá na cena política – Foto: Arquivo assessoria Geovânia de SáClésio Salvaro foi quem inseriu a hoje deputada Geovânia de Sá na cena política – Foto: Arquivo assessoria Geovânia de Sá

Neste fim de semana Salvaro anunciou que está criando um Comitê Gestor formado por notáveis da cidade para acompanharem e orientarem a sua gestão. Apesar dele desconversar sobre o assunto quando a pauta é 2022, todo este ímpeto administrativo pode ser um passo para criar um movimento local que chame a atenção do Sul do Estado para uma candidatura majoritária nas próximas eleições. O último grande líder do Sul foi Eduardo Moreira, vice-governador e governador.

Joares Ponticelli é o nome do Sul do Estado mais badalado em se tratando de “possíveis” às eleições de 2022. – Foto: Arquivo PM TubarãoJoares Ponticelli é o nome do Sul do Estado mais badalado em se tratando de “possíveis” às eleições de 2022. – Foto: Arquivo PM Tubarão

No Sul rivaliza com Salvaro o prefeito reeleito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP), que tem sido nome frequente nas especulações de bastidores. Ambos mantêm estreita relação e aparentemente não existirá barreiras, senão as questões partidárias, que impeçam o apoio de um a outro, por quem for preterido nesta escolha. O fato é que o Sul começa a despertar para ter um nome na majoritária na eleição do ano que vem.