Partidos fazem acordos para garantir mais espaço na Alesc; veja como será

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina tem 12 partidos e terá seis blocos parlamentares; o PT, com quatro deputados, foi o único a optar pelo isolamento

A Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) não tem apenas um novo presidente, depois que o deputado Mauro de Nadal (MDB) assumiu o comando da mesa diretora em um acordo suprapartidário. Na última terça-feira (2) foi publicado no Diário Oficial da Assembleia a composição dos blocos parlamentares e bancadas partidárias.

Bancadas partidárias da Alesc têm mudanças na Legislatura que está começandoVeja como ficam as bancadas partidárias da Alesc nesta legislatura – Foto: Divulgação/AgênciaAL/ND

Ao todo, 12 partidos possuem representação na Alesc nesta legislatura e somente o PT (Partido dos Trabalhadores) será uma bancada partidária.

Ou seja, os quatro deputados estaduais do partido ficarão sozinhos no seu bloco. Os demais partidos estão aglutinados em grupos com dois, ou três partidos.

Como ficam as bancadas partidárias da Alesc

Neste ano, foram formados cinco blocos parlamentares. O MDB, que até 2020 atuava como bancada isolada, uniu-se ao parlamentar do Novo, Bruno Souza, formando o Bloco MDB-Novo, com 10 deputados.

Os partidos PSL e PL, unidos desde o começo da legislatura, mantiveram sua composição e seguem também com dez parlamentares em bloco.

O terceiro maior bloco é o Social Democrático, que une PSD e PSC. Eles possuem seis deputados no bloco.

PSDB e PDT, que têm quatro deputados, deixaram o grupo Social Democrático para formar o Bloco Social Democrático Republicano. Além de PSDB e PDT, Sérgio Motta, do Republicanos, compõe este novo bloco da Alesc.

O Progressistas e o PSB, juntos desde o início da legislatura, decidiram seguir no seu bloco. Esse grupo é composto por cinco deputados, mas perdeu o parlamentar do Republicanos.

PT é o único isolado

O PT é o único partido que vai atuar de forma isolada, como bancada. A legenda tem quatro deputados, o que garante uma vaga em cada uma das 21 comissões permanentes da Alesc.

A formação dos blocos foi publicada no Diário da Assembleia da última terça-feira (2). Essa divisão está prevista e regulada no Regimento Interno da Assembleia. Os blocos recebem tratamento idêntico às bancadas partidárias.

Neste vídeo, o deputado estadual Fabiano da Luz, líder do PT na Alesc, explica a decisão do partido:

O objetivo é fortalecer a atuação daqueles partidos com menos representantes na Alesc, garantindo participação maior, por meio dos blocos, nas comissões e no tempo destinado aos partidos na tribuna nas sessões ordinárias.

+

Política SC