Projeto que cria “Rota do Tiro” com 11 cidades de SC avança na Alesc

Deputados da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovaram a proposta por unanimidade. Projeto agora segue para Comissão de Turismo e Meio Ambiente

E o projeto de lei que cria a “Rota Turística do Tiro” em Santa Catarina avançou na Assembleia Legislativa. A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovou nesta terça-feira (23), a proposta do deputado estadual Sargento Lima (PL).

CCJ aprovou parecer de projeto e Rota Turística do Tiro segue em tramitação – Foto: Vicente Schmitt/AgênciaAL/NDCCJ aprovou parecer de projeto e Rota Turística do Tiro segue em tramitação – Foto: Vicente Schmitt/AgênciaAL/ND

Segundo o autor, o objetivo é incentivar e desenvolver a modalidade, valorizar os clubes de tiro e atrair colecionadores, caçadores e atiradores para 11 cidades do Estado.

Se aprovada, a rota contemplará os municípios de São José, Florianópolis, Joinville, Araquari, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú, Pomerode, Timbó, Blumenau, Rio do Sul e Brusque – município que conta com o clube de tiro mais antigo do Brasil. Outras cidades podem ser integradas posteriormente.

O relator do projeto na CCJ, deputado João Amin (PP), deu parecer favorável. O parlamentar destacou que outros projetos de lei de igual natureza, também de autoria parlamentar, foram aprovados na atual legislatura, a exemplo “Rota Turística Vinhos de Altitude de Santa Catarina”, e a “Rota Turística do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo do Estado de Santa Catarina”.

Durante a votação, o deputado Fabiano da Luz (PT) ironizou o projeto. “A gente vê de tudo nessa Assembleia. Até porque a constitucionalidade do projeto, conforme o deputado João Amin, está tudo ok. No mínimo é muito curioso, agora vai se criar uma rota do tiro, da bala, em Santa Catarina é algo surreal”, disse o parlamentar.

Deputado João Amin deu parecer favorável ao projeto – Foto: Vicente Schmitt/Agência AL/NDDeputado João Amin deu parecer favorável ao projeto – Foto: Vicente Schmitt/Agência AL/ND

A observação do petista não agradou Amin, que retrucou. “Realmente eu não entendi a manifestação do deputado Fabiano. A gente acabou de estabelecer a rota do vinho de altitude. E dependendo do público, o que for para valorização cultural, que o Estado arrecade com o turismo, que se estabeleçam regras e capacidade. Tirando o deboche eu não vejo o problema”, comentou.

O autor do projeto diz acreditar que além dos clubes destinados para a prática, todo o turismo dessas regiões seria valorizado com a rota. Também como objetivo do projeto está a promoção de eventos direcionados ao tiro e pontos turísticos nestes municípios.

Tramitação

O projeto agora foi encaminhado para a Comissão de Turismo e Meio Ambiente.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política SC

Loading...