Karina Manarin

Com foco em notícias de política, o blog traz todos os dias também as informações do cotidiano e que interferem diretamente na vida das pessoas de todo o Sul Catarinense.


Sessão quente: vereador chama colega de mentiroso na Tribuna da Câmara

Vereador acusa outro de oposição de ter mentido em duas situações nos últimos cinco meses

O vereador Thiago Muttini (PP) chamou de mentiroso o vereador Luan Varnier (MDB) na sessão de ontem na Câmara de Urussanga.

Ao ressaltar a denúncia feita em relação a possíveis irregularidades na aplicação de vacinas, Muttini afirmou que Luan Varnier, em cinco meses no Legislativo, mentiu no caso da falta de oxigênio no Hospital Nossa Senhora da Conceição, quando afirmou que comissionados recebem gratificações. Agora, segundo Thiago, ele estaria faltando com a verdade na questão do fura-fila na vacinação.

Câmara de Vereadores de Urussanga – Foto: DivulgaçãoCâmara de Vereadores de Urussanga – Foto: Divulgação

Em sua fala, Muttini ressaltou que nenhum vereador é contra a fiscalização dos atos do Poder Executivo e garantiu que o áudio apresentado na última Sessão como prova de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 foi um pequeno trecho de 30 segundos editado a partir de uma fala de aproximadamente 18 minutos.

O vereador registrou que desde o início da vacinação, em janeiro de 2021, a prefeitura envia um relatório semanal das pessoas atendidas pelo Ministério Público. O vereador disse que a Secretária de Saúde atua na linha de frente fiscalizando a aplicação das vacinas. Ele explicou que os frascos das vacinas CoronaVac, Pfizer e AstraZeneca possuem em média 10 doses e validades diferentes, sendo que depois dos frascos abertos devem ser aplicados em 6, 8 ou 48 horas, dependendo da marca.

Thiago informou que o Governo do Estado emitiu uma nota técnica solicitando que depois da abertura de um frasco com multidoses e chegando ao final do expediente, a fim de evitar perdas, as vacinas devem ser direcionadas para algum grupo priorizado pelo PNI (Plano Nacional de Vacinação) para que o produto não tenha que ser descartado.

O vereador disse também esperar que, ao final da investigação, o vereador Luan Varnier, autor da denúncia do fura-fila na vacinação, peça desculpas aos servidores da Saúde.

Luan Varnier destacou que em nenhum momento disse que os profissionais de saúde deixaram de cumprir com os deveres no combate à pandemia e afirmou que no áudio gravado em uma reunião com servidores a secretária de saúde reconhece a existência de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 em todas as comunidades de Urussanga.

O vereador destacou que no áudio, a secretária diz ainda que caso os servidores colocassem no sistema os dados dos vacinados e o Ministério Público identificasse as irregularidades, eles seriam responsabilizados e punidos pela justiça. Luan Varnier registrou que enviou os áudios completos para análise do Ministério Público e por isso a denúncia virou um inquérito.

Vernier pediu o afastamento da Secretária Ingrid Zanellato enquanto durar a sindicância instalada pelo prefeito em exercício, Jair Nandi. O prefeito reeleito, Luiz Gustavo Cancellier, foi afastado do cargo em razão de Operação da Polícia Federal.

(Com foto/Divulgação)