Vereadores vão investigar possíveis irregularidades no transporte coletivo de Blumenau

Requerimento solicitando a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi protocolado nesta quinta-feira, no legislativo blumenauense

A Câmara de Vereadores de Blumenau, no Vale do Itajaí, vai investigar possíveis irregularidades no contrato de concessão do transporte coletivo da cidade.

O pedido para abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi protocolado nesta quinta-feira (10) pelo o vereador Carlos Wagner (PSL), conhecido como Alemão.

CPI do transporte coletivo é aprovada por vereadores de Blumenau – Foto: Denner Ovidio/CMB/NDCPI do transporte coletivo é aprovada por vereadores de Blumenau – Foto: Denner Ovidio/CMB/ND

Além de Carlos Wagner, os vereadores Adriano Pereira (PT), Bruno Cunha (Cidadania), Emmanuel Tuca (Novo), Gilson de Souza (Patriota), José Victor Iten (PP) e Silmara Miguel (PSD) também assinaram o requerimento autorizando a abertura da CPI.

Entre as supostas apontadas no requerimento estão o descumprimento das medidas sanitárias de enfrentamento à pandemia, os subsídios financeiros realizados pela prefeitura à Blumob e o descumprimento do contrato em relação a obrigação de construção da garagem.

De acordo com Carlos Wagner, o objetivo da CPI não é fazer com que a empresa responsável pelo serviço deixe a cidade. “Queremos que ela se adeque e cumpra aquilo que está no edital. […] Quem não deve não teme.”, finalizou o vereador.

CPI do transporte coletivo é aprovada por vereadores de Blumenau – Foto: Denner Ovidio/CMB/NDCPI do transporte coletivo é aprovada por vereadores de Blumenau – Foto: Denner Ovidio/CMB/ND

O documento foi encaminhado à Procuradoria Jurídica da Câmara de Vereadores, onde uma equipe vai analisar se o documento satisfaz os requisitos regimentais.

Falta de diálogo

Após a publicação da reportagem, a vereadora Cristiane Loureiro (Podemos) entrou em contato com a equipe do ND+ para esclarecer que não recebeu qualquer tipo de convite para assinar o requerimento de instalação da CPI.

Segundo ela, nenhum parlamentar da base governista foi convidado. Questionado sobre o motivo, o autor da proposta, Carlos Wagner, teria respondido à vereadora que, ao conseguir a quantidade de assinaturas necessárias, parou de conversar com outros parlamentares.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política SC