Paulo Alceu

pauloalceu@ndtv.com.br Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.


A compra dos respiradores levanta suspeitas sobre como estão sendo empregados os recursos contra o covid19

Não é o governador que está liderando os trabalhos de enfrentamento do coronavírus? A compra de respiradores está na pauta , como aumento se leitos, equipamentos de proteção individual… é difícil de entender uma aquisição de R$ 33 milhões sem conhecer a empresa, sem acompanhar a eficácia do equipamento, e o pior pagar a vista. E o governador não saber de nada além de achar “estranho” o pagamento antes de receber o produto. E o secretário de Saúde, também achou estranho? Que funcionária poderosa é essa que paga R$ 33 milhões por equipamentos que até agora não recebeu? E rapidamente o governo criou a figura do “mordomo” , para se isentar de culpa. Não se trata de inexperiência e muito menos ingenuidade , mas transita com facilidade na suspeição. A desculpa de rapidez numa solução mostra ainda mais a incapacidade de gerir a coisa pública. E o pior, está se repetindo , como ocorreu com o hospital de campanha. Tenho dúvidas se o dinheiro bloqueado, por iniciativa da Justiça, está na conta depois da troca de equipamento, agora não é mais do Panama, vem da China. E pelo que se sabe mais barato. E a empresa havia se prontificado em devolver a diferença? Não. Lamentavelmente o Governo transformou a compra de equipamento para a proteção do catarinense em caso de polícia.

Loading...