Adversários afirmam que impedimento era esperado

BRASÍLIA, DF, E HORIZONTE, CE (FOLHAPRESS) – Em agendas neste sábado (1º), outros candidatos comentaram a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que impediu a candidatura de Lula.

De Curitiba, o candidato do PDT, Ciro Gomes, disse que a medida torna o processo eleitoral mais claro.

Segundo ele, o resultado do julgamento já era previsto, apesar de dele considerar injusta a condenação do petista.

“Ainda que eu considere injusta sua condenação, a Lei da Ficha Limpa certamente impediria sua candidatura”, afirmou em mensagem enviada à Folha de S.Paulo.

O candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, também afirmou que a decisão já era esperada. O tucano se disse descrente sobre a expectativa de transferência de votos de Lula para Fernando Haddad (PT), que assumirá o lugar do presidente na cabeça da chapa.

“Não tem herança no voto popular. Quem decide o voto é o povo. Voto tem que ser conquistado. Não se obriga, se conquista, afirmou em Horizonte, município a 45 quilômetros de Fortaleza (CE).

+

Política

Loading...