Advogado de Joinville entra com ação no STF contra nomeação de Lula

Ex-presidente queria ocupar cargo para garantir foro privilegiado, alega

Advogado de Joinville, Rafael Evandro Fachinello entrou com uma medida cautelar no STF (Supremo Tribunal Federal), na noite desta segunda (15), questionando uma eventual nomeação do ex-presidente Lula para cargo de ministro no governo federal. À reportagem do Notícias do Dia, o joinvilense disse que viu a provável indicação do petista como uma afronta à Constituição.

Divulgação

Lula foi presenteado por Renan com Constituição

Segundo o advogado, a oferta de cargo ao petista feita pela presidente Dilma Rousseff tem somente o objetivo particular de livrar Lula de uma possível prisão no processo de investigação da Operação Lava Jato. “Não se pode assumir cargo com interesse privado”, enfatizou.

Na ação, o advogado argumenta que utilizar “a Constituição para lograr interesses privados escusos, além de imoral é ilegal e fraudulento”. “O único interesse, único foco, é o de tentar blindar o referido investigado dos pedidos de prisão feitos na 1ª instância pelo Ministérios Público Estadual e Federal”, diz o texto.

Fachinello disse que não teve motivação política partidária ao ingressar com a ação. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política

Loading...