Secretário da Saúde presta depoimento na CPI dos Respiradores

Além de André Motta Ribeiro, secretário adjunto na época da compra, empresário Onofre Neto vai ser ouvido por videoconferência

Atual secretário de Estado da Saúde, o médico André Motta Ribeiro será ouvido nesta quinta-feira (4) na CPI dos Respiradores, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Motta era adjunto na época da compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões com pagamento antecipado e sem garantia.

A CPI dos Respiradores teve início por volta das 10h15, no auditório Antonieta de Barros. O depoimento de Motta será importante para o avanço da CPI, principalmente para elucidar o envolvimento do secretário, que foi promovido após a exoneração de Zeferino.

Entenda

Nos depoimentos prestados na terça-feira (3), Motta foi apontado como o responsável por dimensionar a necessidade de equipamentos para a rede hospitalar, assim como especificar os respiradores que seriam comprados para atender a pacientes de Covid-19. O trabalho é uma das funções da SUH (Superintendência Hospitalar), função que Motta acumulava na Secretaria de Estado da Saúde.

A segunda testemunha convocada é o empresário Onofre Neto, representante da empresa Exxomed, detentora da licença dos respiradores que foram adquiridos pelo Estado por meio da Veigamed. Ele será ouvido por videoconferência. O empresário chegou a negociar com o governo do Estado e receberia um passaporte especial para viajar a China e garantir os equipamentos.

Siga em tempo real

+ Política