Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Assembleia Legislativa elege novo vice-presidente nesta terça; Neodi Saretta é o favorito

O cargo está vago desde 19 de agosto, depois da morte do então presidente Aldo Schneider (MDB)

Nos próximos três dias, os deputados estaduais catarinenses dividirão as atenções entre a caça ao voto e os assuntos pendentes na Assembleia Legislativa. Sem que uma grande pauta já esteja madura para deliberação, nesta terça-feira (10), as atenções estarão voltadas para a escolha do novo vice-presidente da Casa. O cargo está vago desde 19 de agosto, depois da morte do então presidente Aldo Schneider (MDB). O favorito é o petista Neodi Saretta, mas Manoel Motta (MDB) corre por fora.

Deputados estaduais analisam projeto que revoga pagamento integral de despesas médicas

Neodi Saretta - Fábio Queiroz/Agência AL/ND
Neodi Saretta – Fábio Queiroz/Agência AL/ND

Em um primeiro momento, houve contestação sobre a legitimidade do então vice Silvio Dreveck (PP) reassumir o comando do Legislativo. Por mais que lançasse mão do que diz o artigo 18 do regimento interno – que prevê promoção automática do vice em casos como este – havia uma divergência sobre o acordo costurado pelo então presidente Gelson Merisio (PSD) entre Dreveck e Aldo. Seria um entendimento entre pessoas ou partidos? Os desdobramentos sugerem que foi entre pessoas.

Há dois caminhos para a escolha do novo vice. Desde cedo, mas intensificadas a partir do meio-dia, reuniões devem analisar os cenários que estão postos. Se não houver consenso entre os projetos, o nome será conhecido por votação em plenário. Caso prevaleça a segunda opção, o ingrediente eleitoral estará fortemente presente.

De um lado, a tendência é que a coligação “Aqui é Trabalho”, de Merisio, representada na Casa por PSD, PP, PSB, PCdoB, PDT, PSC e Podemos receba o reforço do PT de Décio Lima e faça Saretta vice. De outro ficariam os aliados da aliança “SC quer Mais”, de Mauro Mariani, com MDB, PSDB e PR. Por essa conta simples, talvez os deputados entendam que seja preferível evitar um desgaste desnecessário.

Loading...