Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Bolsonaro já tem votos na CRE para aprovar Eduardo

Futuro indicado a Embaixada nos EUA ainda não tem votos suficientes para aprovação no plenário do Senado

Senadores da Comissão de Relações Exteriores informaram ao Palácio do Planalto que, no colegiado, há votos para aprovar a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como futuro embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

A comissão tem 19 integrantes e, pelos cálculos dos aliados, não será uma votação com folga, mas garantirá a aprovação do nome do filho do presidente Jair Bolsonaro.

Ministros palacianos e o próprio presidente, no entanto, mantêm incerta a data de envio da mensagem com a indicação do deputado, pois ainda mapeiam os votos do plenário do Senado. Para ser aprovado, Eduardo Bolsonaro precisa obter apoio de pelo menos 41 dos 81 senadores.

Surdos-mudos

A Câmara Federal fecha os olhos para o escândalo do deputado Luis Miranda (DEM-DF). Até ontem, ninguém do PT, PCdoB ou PSOL – partidos que tomam a frente nestes casos – representou contra ele no Conselho de Ética.

Sem larica

Em dias tão tensos, passou despercebido. A Comissão de Direitos Humanos do Senado rejeitou, por unanimidade, a legalização da maconha para fins recreativos no Brasil.

Cadê?

Os movimentos que protestaram contra outros governos sumiram das ruas, diante do corte de bolsas e de investimentos em educação. O MBL, sem lado, está na trégua.

Oi, gringos!

O Governo Federal prepara mega campanha internacional para tentar reverter a imagem do Brasil no exterior após a crise das queimadas na Amazônia. A Secretaria de Publicidade da Presidência e o Itamaraty mapearam veículos internacionais que divulgaram notícias negativas sobre o Brasil.

O ‘contra-ataque’ veio com a campanha batizada de “Brazil by Brasil” – permanente e sem data para acabar. Os vídeos – com os temas sobre meio ambiente e agronegócio – serão disseminados na mídia dos EUA e Europa, em variados idiomas.

INSS bicampeão

A despeito do desafio interminável de barrar fraudes nos benefícios, há avanços no INSS, tido como o maior programa de distribuição de renda social do Governo. O projeto “Meu INSS” venceu outra edição do Concurso Inovação no Setor Público, da Escola Nacional de Administração Pública. Inovação, resultados, a utilização eficiente de recursos, foco nas pessoas, transparência e controle pesaram na escolha.

Fake

Em maioria na CPMI das Fake News, a oposição pretende ter acesso ao relatório do grupo de trabalho criado pela Presidência do TSE (Grupo de Trabalho TSE/PGR/PF) para investigar a divulgação de fake news durante a eleição de 2018.

O objetivo é constranger o Governo, já que as apurações paradas na Corte envolvem suposto financiamento por empresários de disparos de fake news pró Jair Bolsonaro durante as eleições. A CPMI já aprovou convocação de representantes do WhatsApp, Google, Twitter, Youtube, Instagram, Facebook, The Intercept Brasil e Telegram.

Banco imobiliário

O Governo finaliza estudos para realizar permutas de terrenos e prédios da União, sem utilização, com imóveis privados em áreas urbanas e que possam ser utilizados por órgãos públicos. A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União pretende, com a medida, reduzir o gasto com o pagamento de aluguéis. O órgão deverá colocar R$ 1 bilhão de imóveis à venda ainda neste ano.

Container resfriado

A economia vai dando sinais de reaquecimento. As exportações de carnes pelos Portos do Paraná registraram, de janeiro a agosto, 1,28 milhão de toneladas de carnes exportadas. É aumento de 13,7% em relação ao registrado no período em 2018. É a primeira notícia boa para a pecuária desde a operação Carne Fraca da PF.

Se beber..

A Cervejaria Ambev promove hoje outra edição do Dia de Responsa, campanha de conscientização nas ruas sobre o consumo de bebidas alcoólicas. No Brasil, serão 30 mil funcionários envolvidos. A ação se repete em outros 24 países onde a AB InBev opera.

+

Esplanada