Caminhos do PPS

Intenção do partido é reforçar a coligação proporcional

Os palanques em Santa Catarina serão mesmo misturados. Reunião ontem entre o PPS e o PSB encaminhou aliança entre os dois, como reforço ao palanque de Eduardo Campos (PSB) em nível estadual e Raimundo Colombo (PSD) na esfera estadual. Por sua vez, Colombo subirá no palanque de Dilma Rousseff (PT), com quem PSB e PPS não querem saber de qualquer casamento. Partidos como PDT e PTB, considerados “do mesmo tamanho” que PPS e PSB, também estão em conversações com o grupo.

No caso do PPS, a intenção é reforçar a coligação proporcional. O partido tem uma cadeira na Assembleia Legislativa, com Altair Guidi e outra na Câmara dos Deputados, com Carmen Zanotto. De Criciúma, Guidi não pretende mais concorrer à Assembleia, preparando o filho Ricardo para o pleito. Outro nome forte do PPS é Sandro Silva, de Joinville, suplente que esteve no exercício do mandato na Assembleia durante boa parte do ano passado. Com uma intervenção do diretório nacional, o PPS catarinense é comandado por Carmen Zanotto, por meio de uma comissão provisória. Ela é a principal candidata à Câmara dos Deputados.

Precatórios no STF

A definição sobre como será o pagamento de precatórios pelos órgãos públicos aos credores será um dos temas prioritários do STF (Supremo Tribunal Federal) no primeiro semestre de 2014. Em Santa Catarina, o governador Raimundo Colombo pretende recorrer à Justiça para refazer as contas das dívidas. Ele entende que os valores estão acima da realidade. Com novos cálculos, Colombo entende que a federalização da dívida é a única alternativa.

Hora de decidir

Andréia Cristina Oliveira/Divulgação/ND

PT e PDT cobraram uma posição do PMDB quanto a um “projeto alternativo de candidatura” ao governo do Estado. Em reunião ontem à noite, o presidente do PT Claudio Vignatti oficializou que o partido não admite uma aliança com o governador Raimundo Colombo (PSD). O secretário-geral Nacional do PDT, ministro Manoel Dias, ponderou que o partido “quer caminhar junto nesse projeto”. Já o presidente do PMDB Eduardo Pinho Moreira não fechou questão. “O quadro está aberto”, disse Moreira.

Dinheiro federal

Florianópolis é líder em repasses da União. De janeiro a outubro do ano passado, período já consolidado pelo Portal da Transparência do governo Federal, foram cerca de R$ 554 milhões, dos quais R$ 60,6 milhões vieram via FPM (Fundo de Participação dos Municípios). O valor é mais do que o dobro de Joinville, a segunda em obtenção de recursos federais.

Governabilidade

A eleição dos integrantes das comissões técnicas marca a primeira sessão do ano na Câmara de Vereadores de Joinville. A prioridade dos aliados ao prefeito Udo Döhler (PMDB) é a governabilidade. Parlamentares que obstruíram projetos do Executivo, como o para criação da guarda municipal, que estacionou na Comissão de Participação Popular, não devem permanecer em lideranças. Maycon Cesar (PPS), que presidiu essa comissão, é um dos que devem ter dificuldades para emplacar alguma presidência.

Revitalização do mercado

Pedro Costa/Divulgação/ND

Uma emenda parlamentar de R$ 269 mil foi destinada pelo deputado federal Jorginho Mello (PR) (centro) para a revitalização do mercado público de Biguaçu. Para o prefeito José Castelo Deschamps (PP) (à dir.), a obras vai resgatar a cultura e valorizar o turismo. A secretária municipal Salete Orlandina Cardoso (Cultura, Esporte, Turismo e Lazer) (à esq.) pleiteava a verba desde quando era vereadora.

Bons de explicação

Em nome dos agricultores da região de Canoinhas, o deputado estadual Dirceu Dresch (PT) organiza uma reunião na quarta-feira com representantes da Celesc. A falta de energia, além de transtornos, traz prejuízos para os agricultores, especialmente aos procedimentos para a secagem do fumo, segundo Dresch. “Na Assembleia chamamos eles para diversas reuniões. Eles são muito bons em apresentar gráficos, planilhas, mas o problema é real”, lamentou o deputado.

Água pelo Estado

Um edital para construção de 1.864 cisternas de 500 mil litros de água, um investimento de R$ 53,8 milhões provenientes do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), obra do Pacto por Santa Catarina, foi lançado pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca. O edital deve ser retirado no site da secretaria (www.agricultura.sc.gov.br) ainda nessa semana já que haverá uma visita técnica, entre os dias 22 a 24 deste mês, em Chapecó, em uma propriedade para conhecer as orientações técnicas e no dia 5 de fevereiro será aberta a licitação para conhecer a empresa vencedora.

“O radar, somado ao plano de prevenção na área de desastres naturais, irá mudar a forma como monitoramos e nos preparamos para os eventos climáticos.”

Raimundo Colombo (PSD), governador, sobre o radar meteorológico, vistoriado ontem nos Estados Unidos, que poderá prever quando, quanto e onde irá chover, além de granizo e ventos.

Gestão nas nuvens

Sistemas de gestão pública em Cloud Computing, ou seja, em nuvem, hospedado na internet, são apostas de prefeituras catarinenses para dar transparência e agilidade à administração. O modelo, desenvolvido pela empresa catarinense IPM, que investiu R$ 15 milhões, dispensa o uso de servidores físicos para armazenamento de dados. As prefeituras de Barra Velha, Pomerode e Rio do Sul já adotaram o sistema, assim como o Tribunal de Contas do Estado.

– Familiares e amigos de José Genoino terão bastante o que arrecadar na vaquinha on-line que promovem para que o mensaleiro pague a multa importa pela Justiça. Dos R$ 667,5 mil foram recolhidos R$ 89 mil. O prazo para pagamento é a próxima segunda-feira.

– Outro condenado no mensalão, o ex-tesoureiro do PL (atual PR) Jacinto Lamas foi autorizado a trabalhar como assistente administrativo em uma empresa de engenharia, em Brasília. Ele receberá salário de R$ 1,2 mil para receber correspondências, atender telefonemas e manter organizado arquivos e cadastros da empresa.

Loading...