Crise econômica é tema de abertura do 14º Congresso Catarinense dos Municípios

Antes da abertura do evento, servidores municipais de seis cidades realizaram protesto em frente à Expoville

Carlos Junior/ND

Autoridades participaram da abertura e falaram sobre o atual crise no Brasil

A atual crise econômica do país e as perspectivas para o desenvolvimento sustentável do Brasil na próxima década foi tema da conferência de abertura nesta terça-feira (15) do 14º Congresso Catarinense dos Municípios, que acontece até esta quinta-feira, na Expoville. O consultor econômico e colunista Raul Velloso, foi o palestrante da noite, que teve como moderador o prefeito de Joinville, Udo Döhler, presidente da Amunesc (Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina).

Realizado anualmente pela Fecam (Federação Catarinense dos Municípios) e pelas 21 associações de municípios do Estado, está é a primeira vez que o evento é realizado fora da Capital. O congresso é direcionado a prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais,  executivos das associações de municípios, agentes políticos estaduais e federais, diretores, dirigentes de instituições públicas e privadas, empresários e expositores. Este ano, o tema central são as eleições municipais: condutas vedadas e encerramento de mandato.

O prefeito Udo Döhler falou, durante a abertura, sobre as dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios e a falta de repasse de recursos dos governos estaduais e federais. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, representando o governador Raimundo Colombo, da secretária executiva da ADR (Agência do Desenvolvimento Regional) de Joinville, Simone Schramm;, o deputado estadual, Kennedy Nunes, representando a Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina); do presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Zilkoski, do subprocurador-geral de Justiça, Fábio de Souza Trajano; do desembargador do Tribunal de Justiça, José Antônio Marques; do gerente macro de governo – região Sul – da subchefia de assuntos federativos da Presidência da República, Álvaro Augusto Hall; e da prefeita São Cristóvão do Sul e presidente da Fecam, Sisi Blind.

Em paralelo ao Congresso, ocorre a 12ª ExpoFecam (Exposição de Produtos e Serviços para os Municípios), que oferece soluções em serviços e equipamentos aos gestores públicos para modernização das administrações. O governo de Santa Catarina participa da feira com estandes de oito órgãos públicos catarinenses: Celesc, Casan, Badesc, Cohab, Ciasc, Jucesc, SCGás e Santur. Representantes dos órgãos estarão à disposição dos gestores municipais para apresentar e tirar dúvidas sobre as ações e os serviços públicos oferecidos pela administração direta e indireta de Santa Catarina.

Carlos Junior/ND

Servidores de seis cidades do Estado participaram da 1ª Marcha dos Trabalhadores dos Municípios de Santa Catarina

Servidores municipais realizam protesto

Servidores de seis municípios do Estado realizaram um ato, com paralisação das atividades, em frente ao portão de entrada do 14º Congresso Catarinense dos Municípios com a intenção de chamar atenção dos prefeitos para a necessidade de dialogar sobre a campanha salarial deste ano.

Intitulada de 1ª Marcha dos Trabalhadores dos Municípios de Santa Catarina, cerca de 250 profissionais das cidades de Joinville, Florianópolis, Blumenau, Criciúma, Chapecó e Jaraguá do Sul, levaram faixas, bandeiras, apitos e tambores e entoaram em coro: “Servidor na rua, prefeito a culpa é sua.”

Os manifestantes caminharam até a porta principal do evento, para esperar os prefeitos e reivindicar as negociações, poucas autoridades passaram pelo local. O prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen (PP), foi o único que cumprimentou e conversou com os servidores, que aproveitaram a situação e tirar foto com ele.

O presidente do Sinsej (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região), Ulrich Beathalter, destaca que os prefeitos não querem negociar e esta é uma tentativa de chamar a atenção para a importância do diálogo. A data-base da categoria é 1º de maio, mas este ano, o prazo para a concessão de benefícios é 5 de abril, devido às eleições. Depois disso, apenas a inflação pode ser concedida.

Beathalter comenta que em Joinville os servidores reivindicam “reajuste dos salários pela inflação mais 5% de ganho real; aumento do vale-alimentação (para R$ 619,52), o mesmo recebido pelos servidores da Cia Águas de Joinville, auxílio saúde e revisão do plano de carreira.”

Em Joinville, os servidores prometeram realizar outra paralisação marcada para o dia 22, às 9h, em frente à Prefeitura.

Carlos Junior/ND

Prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen cumprimentou e tirou fotos com os manifestantes

Saiba mais
Programação do 14º Congresso Catarinense dos Municípios

Quarta-feira
8h30: Palestra: A crise de representatividade: (Re)pensando o modelo de democracia de partidos.
Palestrante: Prof. Dr. Orides Mezzaroba

9h30: Painel I: Encerramento de Mandato – Diálogo com os órgãos de controle.
Palestrantes: – Luiz Cláudio Viana – Auditor Fiscal de Controle Externo do TCE/SC; Carlos Alberto Rambo – Chefe da Controladoria-Regional da CGU-SC; Dr. Fábio de Souza Trajano – Subprocurador-Geral para AssuntosInstitucionais e Coordenador-Geral dos Centros de Apoio do MPSC.

13h30: Painel II: Condutas Vedadas em ano eleitoral- gastos com publicidade – regras para o Encerramento do Mandato.
Palestrantes: Prof. Marcelo Peregrino – Advogado e Ex-Juiz Eleitoral do TRE-SC; Dr. Pedro Roberto Decomain – Promotor de Justiça do MPSC; M.e Prof. Marcos Fey Probst – Consultor Jurídico da Fecam.

16h – Palestra: Cidade Cultura – Cenário para Desenvolvimento Econômico e Social.
Palestrante: Willian Sieverdt – Superintendente da Fundação Cultura de Rio do Sul.

16h30: Governança propositiva para o desenvolvimento do Estado
Palestrantes: – Nelson Antônio Serpa – Secretário de Estado da Casa Civil e Antonio Marcos Gavazzoni – Secretário de Estado da Fazenda.

Quinta-feira

8h30: Painel III: Consolidação da Pauta Municipalista – Apresentação, defesa, debates e proposições.
Painelistas indicados: – CNM – Confederação Nacional de Municípios; Fecam (Federação Catarinense de Municípios); associações de municípios de Santa Catarina .

10h45: Desenvolvimento Regional. Apresentação de proposta para formação de agendas regionais para o desenvolvimento sustentável.

11h: Conferência de Encerramento: Marketing Político Digital.
Conferencista: Rodrigo Gadelha – Especialista em Marketing Digital.

12h: Encerramento do Congresso

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política

Loading...