Paulo Alceu

Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.


Deic intensifica investigações

Esse imbróglio está se transformando numa imensa salada de interesses e jogo de empurra com ingredientes politiqueiros

Longe de terminar

Luiz Mendes/ND

Ainda existe muita sujeira no caminho. As investigações sobre os ferrosos serão intensificadas pela Deic, que nesta segunda-feira, autorizada pela Justiça de São José, terá a quebra do sigilo fiscal, bancário e telefônico de sete suspeitos. Certamente novos lances aparecerão e as duvidas que permanecem quem sabe sejam esclarecidas, pois não há um sentimento de trabalho cumprido, com transparência e punição aos responsáveis. O que há e uma infinidade de suspeições cada vez mais visíveis. O que não é bom, e acaba fragilizando o governo que não conseguiu debelar esse incêndio, que continua mantendo focos bem ativos, apesar da postura profissional do secretario César Grubba. E tudo isso alimentará na Assembleia o discurso da oposição, que embora tenha dificuldade de instalar uma CPI pela falta de votos, terá facilidade de usar a tribuna abastecida pelas duvidas que permanecem deste caso. A exoneração do delegado Monteiro começa a ficar em plano secundário, apesar da pirotecnia do prefeito Dario Berger, num convite de extrema visibilidade eleitoral visando atingir quem imagina ser seu adversário em 2014, ou seja, o governador Raimundo Colombo. Esse imbróglio está se transformando numa imensa salada de interesses e jogo de empurra com ingredientes politiqueiros. O fato e de que há uma história mal contada que a sociedade começa a exigir uma posição mais clara.

SC Saúde

Enquanto entidades que representam os servidores estaduais em várias instâncias criticaram o SC Saúde devido à falta de médicos especialistas e clínicas, a secretaria de Administração comunicou que vai instalar consultórios próprios, visando aumentar a rede prestadora de serviço. Com a possibilidade de médicos de outras cidades atenderem nos municípios onde há baixa adesão de profissionais da saúde. Vale destacar que as críticas das entidades ligadas aos servidores não se limitam ao governo, mas também a classe médica.

Sugestão

O leitor da coluna Élcio Silva diante dos impasses e imbróglios envolvendo a duplicação da avenida deputado Antônio Edu Vieira, sugeriu que estabeleça sentido único para quem vai para a Universidade e sentindo único na Carvoeira e rua Romualdo de Barros para quem sai da Universidade. Acredita que esse paliativo resolveria o problema, embora reconheça que poderá haver reação contraria dos moradores, que teriam como alternativa a avenida César Ceara com sentido duplo e no Saco dos Limões a rua João Espezim seria mão única de ida. Ou seja, uma sugestão enquanto a obra continua emperrada.

Estranho

De repente a nota sobre uma possível CPI na Câmara em Florianópolis produziu vários telefonemas para a coluna, inclusive, do autor da ideia, deixando claro que se trata de uma avaliação inicial para depois ver se há condições de criar uma CPI. O secretario da Administração, Sandro Fernandes, em nota destacou que a concorrência, que levantou suspeições, realizada em 2009 foi revogada por defasagem de valores e serviços, e que o denunciante que se apresentou como diretor da empresa considerada prejudicada foi desautorizado pela própria empresa a representa-la. Perfeito. A informação era de que havia um movimento para uma possível CPI. Nada mais…

Tuitando

@ Esta semana será votado na Comissão de Fiscalização e Controle o projeto de lei do senador Paulo Bauer que garante acesso gratuito ao consumidor, pela internet, a informações relativas a eventuais débitos. Ou seja, torna mais abrangente a consulta, e de graça.

@ O tucano Dado Cherem estava em festa neste fim de semana. Recebeu neste no Rio de Janeiro a Medalha de Honra ao Mérito Odontológico Nacional, em reconhecimento a sua profissão de origem. E pelo visto é o único dentista entre os 40 parlamentares da Assembleia, onde predominam os advogados.

@ Os deputados estão empenhados na produção de emendas para conseguir recursos que permitam a construção do Laboratório do Leite, em Pinhalzinho, que funcionará no campus da Udesc e terá o apoio das agroindústrias da região. O custo e de R$ 7 milhões permitindo pesquisas e desenvolvimento de novos produtos.

@ Entre as tantas versões que surgiram com a exoneração do delegado Monteiro outra que tomou corpo é a reação contraria de alguns segmentos da Segurança ser um Promotor o Secretario de Segurança. Existe a queda de braço sobre o Controle Externo da Atividade Policial que a Constituição determina que seja pelo MP.

@ Um dos livros da escritora catarinense Elza Galdino, um dos orgulhos literários do Estado, integrou o voto do ministro Marco Aurélio de Mello no julgamento dos anencéfalos.

Problemas

Com o fechamento do Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú, complicou de vez a situação do hospital Ruth Cardoso, que passou a acumular o atendimento de pacientes não apenas do município, mas da região. Outro problema e a provável ação trabalhista que será encaminhada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde para garantir o direito e salários de 150 funcionários que foram demitidos do Santa Inês. A saúde como prioridade, pelo visto, não esta valendo para Balneário Camboriú.

O sonho dos pais

Um projeto de lei, que tem tudo para ser aprovado, propõe atividades pedagógicas em creches e pré-escola durante o período de férias. A matéria será votada amanhã na Comissão de Educação do Senado. A proposta é de que os estabelecimentos de ensino funcionem durante o recesso escolar, no mesmo horário de atendimento do ano letivo. Mas há também a preocupação de resguardar os profissionais de educação com remuneração extra em turno especial. O drama das férias poderá ser resolvido com esse projeto. Na maior parte dos casos os filhos ficam em casa produzindo uma despesa adicional na contratação de pessoal para cuidados nesse período.

E a Vida Segue

Seria correto a Comissão de Leilão do Detran, que foi dissolvida pelo secretário de Segurança, contratar leiloeiros sem licitação?