Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Eduardo Moreira organiza dados para apresentar números do governo de Santa Catarina

Governador diz trabalhar pelo rigor no controle de gastos e na busca por oportunidades para incrementar a receita

Números das finanças catarinenses devem ser detalhados nos próximos dias pelo governador Eduardo Moreira (MDB). A ideia é apresentar contas que foram herdadas e medidas para ajustar o passivo. A decisão do governo de expor os dados ganha contornos políticos importantes, em meio à campanha e pós fim da aliança entre MDB e PSD.

Somente na área da Saúde, o governador afirma que herdou R$ 143 milhões em restos a pagar. Do déficit de R$ 2 bilhões, reduziu para R$ 1,2 bilhão. Outro problema está junto ao BNDES. O governo trabalha para reverter um impedimento para a tomada de empréstimos acima dos R$ 300 milhões, que poderia dificultar obras como a reforma das pontes e a restauração da SC-401, de Florianópolis. Já o acesso ao aeroporto Hercílio Luz será feito com recursos próprios. Um dos motivos do impeditivo seria a necessidade de republicar balanços desde 2015, pelo descumprimento de critérios estabelecidos pelo Tesouro Nacional.

Antecipando detalhes do que apresentará, Eduardo Moreira disse na sexta-feira à coluna que trabalha pelo rigor no controle de gastos e na busca por oportunidades para incrementar a receita. Em época de campanha, alertou que a transparência nos números oficiais de governo “obriga que ninguém prometa o que não possa cumprir”.

Loading...