Fecam debate condutas eleitorais durante Congresso Catarinense de Municípios

Mais de 1.200 prefeitos, vereadores, secretários e técnicos municipais, participam nesta quinta e sexta-feira do 10º Congresso Catarinense de Municípios, no CentroSul, em Florianópolis. O tema do evento é Compensações Ambientais e Condutas Vedadas em Ano Eleitoral. A promoção é da Fecam (Federação Catarinense de Municípios).

Na abertura do evento, às 9h, será lançado o Sistema de Indicadores de Desenvolvimento Municipal Sustentável e o secretário estadual do Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Paulo Bornhausen, entregará o Aerolevantamento do Mapeamento da Hidrografia do Estado.O Sistema de Indicadores de Desenvolvimento Municipal Sustentável é um inédito banco de dados com 58 variáveis que medem o desenvolvimento de cada município catarinense. O sistema reúne informações disponíveis por órgãos federais e estaduais. A partir do levantamento, o gestor público poderá comparar, por exemplo, os índices de um município com qualquer região do estado. 

Na programação do Congresso, estão previstos painéis sobre legislação, obrigações, licitações e atos de pessoal em ano eleitoral e final de mandato, que terão a participação do Ministério Público do Estado e do Tribunal de Contas de Santa Catarina. A ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Ideli Salvatti, encerrará o evento, amanhã, às 17h, apresentando o projeto para o desenvolvimento de Santa Catarina.

O presidente da Fecam, Douglas Warmling, prefeito de Siderópolis, ressalta que paralelamente ao Congresso, serão realizados o Seminário Estadual de Saneamento Básico e a ExpoFECAM, Exposição de produtos, serviços e tecnologias para os municípios. No seminário, serão debatidos temas relacionados ao abastecimento de água e esgotamento e resíduos sólidos urbanos. A promoção é da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento .

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Política