Futuro ministro defende educação básica e qualificação para o trabalho

O professor de origem colombiana defende princípios semelhantes ao presidente eleito, como a reformulação do Enem

O futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, disse nesta terça-feira (11) que suas prioridades serão a educação básica, qualificação para o trabalho e fortalecimento da identidade nacional a partir de 1º de janeiro, quando o presidente eleito, Jair Bolsonaro, será empossado.

“Atuaremos como base em princípios que alicercem o pleno desenvolvimento do cidadão, a qualificação para o trabalho e o fortalecimento da identidade nacional”, afirmou o futuro ministro em sua conta no Twitter.

O professor de origem colombiana defende princípios semelhantes ao presidente eleito, como a reformulação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Para ambos, o atual modelo de provas aplicadas tem funcionado como um instrumento de “ideologização” incapaz de avaliar a capacidade dos estudantes.

Vélez foi confirmado há duas semanas para o comando da Educação.

Antes de sua confirmação no cargo, Vélez defendia  em textos divulgados em blog e redes sociais a valorização de um sistema de ensino básico e fundamental oferecido pelos municípios a partir de formulações de leis locais.

Ricardo Vélez Rodríguez será ministro de Educação no governo de Jair Bolsonaro - Redes sociais/ Divulgação/ ND
Ricardo Vélez Rodríguez será ministro de Educação no governo de Jair Bolsonaro – Redes sociais/ Divulgação/ ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política

Loading...