Garotinho e Rosinha são presos por suspeita de superfaturamento de R$ 1 bilhão

Ex-governadores do Rio de Janeiro e prefeitos de Campos dos Goytacazes foram detidos na manhã desta terça-feira

Os ex-governadores do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, que são casados, foram presos na manhã desta terça-feira, por iniciativa do Ministério Público estadual (MPRJ). Ambos são suspeitos de envolvimento em esquema de corrupção envolvendo contratos de construção de casas populares em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. O MP investiga o superfaturamento na ordem de R$ 1 bilhão nas obras.

Anthony Garotinho é preso no Rio de Janeiro – Inacio Teixeira/CoperphotoAnthony Garotinho é preso no Rio de Janeiro – Inacio Teixeira/Coperphoto

O casal Garotinho foi preso em casa, no bairro do Flamengo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, sendo levados para a Cidade da Polícia, no Jacaré, Zona Norte. A operação, batizada Secretum Domus tem como alvo ainda Sérgio dos Santos Barcelos, Ângelo Alvarenga Cardoso Gomes e Gabriela Trindade Quintanilha.

A construtora envolvida é a Odebrecht, responsável por obras dos programas Mora Feliz I e Morar Feliz II, durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita de Campos. Segundo o MPRJ, os editais de licitação tinham cláusulas extremamente restritivas, todos elaborados para que a empresa fosse a vencedora dos contratos.

Leia também:

+

Política

Loading...