Governador eleito Carlos Moisés se encontra com Jair Bolsonaro em Brasília

Moisés reforçou a necessidade de mudanças do teto de gastos e receitas vinculantes, que atrapalham os investimentos do Estado, e discutiu demandas em comum com outros Estados.

O governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), se reuniu ontem com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no CCBB (Centro Cultural Branco do Brasil), em Brasília, onde trabalha a equipe de transição do governo federal. Moisés reforçou com Bolsonaro a necessidade de mudanças do teto de gastos e receitas vinculantes, que atrapalham os investimentos do Estado, e discutiu demandas em comum com outros Estados, que já haviam sido apontadas na carta dos governadores, entregue mês passado ao presidente eleito.

Carlos Moisés e Jair Bolsonaro - Divulgação/ND
Carlos Moisés e Jair Bolsonaro – Divulgação/ND

Durante a conversa com o presidente eleito, Moisés também falou sobre questões referentes às áreas da segurança pública e da saúde. Tratou ainda da reforma administrativa que pretende implementar em Santa Catarina, a necessidade de enxugar a máquina pública e a revisão dos percentuais dos tributos pagos e revertidos para o Estado.

“São medidas que, de certo modo, o futuro ministro da economia (Paulo Guedes) tem passado para nós que vai, de certa forma, equalizar para que os governos possam ter mais liberdade de governar e investir onde o Estado tem mais necessidade”, afirmou Moisés em entrevista à RICTV. O governador eleito esteve acompanhado dos quatro deputados federais de SC eleitos pelos PSL: Caroline de Toni, Coronel Armando, Daniel Freitas e Fabio Schiochet.

Moisés continua em Brasília nesta quarta-feira para participar da segunda edição do Fórum dos Governadores eleitos. Estarão presentes o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, e o ministro extraordinário da segurança pública, Raul Jungmann. Entre as questões que deverão ser discutidas estão a vigilância das fronteiras dos Estados e o tráfico de drogas nas fronteiras.

O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes, participou de um outro encontro realizado ontem em Brasília com Bolsonaro e o futuro vice-presidente, general Antônio Hamilton Mourão. Durante a manhã, 15 comandantes de todo o país participaram da conversa que tratou sobre garantias jurídicas para os policiais, redução da reincidência, audiência de custódia e a gravidade do problema da violência.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política

Loading...