Paulo Alceu

pauloalceu@ndtv.com.br Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.


Guerra declarada

Pois é, os vilões eram moradores que não estavam se ligando a rede de esgoto. De repente o inimigo estava do lado. A Casan, que fechou com a prefeitura da Capital um acordo para combater as ligações clandestinas, era quem estava contaminando a rede pluvial. Foi descoberto nos Ingleses, em Cachoeira do Bom Jesus foi um hotel. Vazamento de esgoto. Até tu Casan? Há fortes suspeitas de que a poluição criminosa no rio do Brás, contaminando a praia de Canasvieiras, passe pela estação elevatória da Casan, em análise e investigação, solicitadas pelo Ministério Público Federal. O laudo sai em breve. Caso se confirme, com certeza o prefeito Cesar Júnior, que apanhou sozinho até aqui, vai virar uma fera de indignação. Por sinal ele ameaçou hoje com a possibilidade de romper o contrato de concessão do serviço de esgoto com a Casan, caso a empresa não tome medidas efetivas para interromper o lançamento de esgoto coletado na rede pluvial, praias e rios. Deu inclusive um prazo de cinco dias para a apresentação de um plano de ação e um cronograma para soluções definitivas dos pontos ainda considerados impróprios em regiões com rede de esgoto. Incrível, tem região com rede de esgoto, feita pela Casan, e a própria empresa joga “cocô” na rede pluvial. Bateram com a cabeça em alguma tubulação….

 
Vergonha
R$ 83 milhões de patrocínio para clubes de futebol. R$ 419 milhões de verba suplementar para auxílio-moradia dos Poderes. Mais de R$ 800 milhões para partidos políticos. Cortes na saúde, educação e infraestrutura. Este é o governo petista de Dilma Rousseff.

Ilusão
O alto índice de desemprego em Santa Catarina se contrapõe as efusivas declarações do governo que aqui está tudo uma maravilha. Não é bem assim. Vender ilusão pode provocar decepções e cobranças. Seria mais conveniente dizer que aqui está “menos pior,” mas difícil.

Crise
No Rio Grande do Sul pelo menos até  agora, três prefeituras demitiram todo o colegiado visando reduzir custos. Aqui em Santa Catarina o governo muda o nome das secretarias regionais para agências de desenvolvimento, mas mantém a estrutura, uma das maiores entre os estados brasileiros.

Dando exemplos…
O neoliberal Mauricio Macri, presidente da Argentina, está vendendo os aviões que atendiam ao governo e viajando, como fez a Davos, para Fórum Econômico Mundial, de avião de carreira. Como aparece na foto com a mulher e uma passageira que pediu para ser fotografada com ele. A presidente socialista Dilma Rousseff, do partido que representa os trabalhadores brasileiros, mantém sua frota de aviões e as regalias presidenciais usufruindo de hotéis de luxo e na maioria das vezes levando uma comitiva de convidados pagos com o nosso dinheiro. Mas isso não era comum em governos neoliberais voltados às elites, alvo de acusações frequentes do PT? Pois é…Macri colocou a Argentina nos camarotes em Davos, e o Brasil, com o ministro Barbosa, na fila para entrar. A críticas por lá em relação a politica econômica do Brasil são de envergonhar.

Divulgação/ND

Macri, novo presidente da Argentina, vende aeronaves oficiais e viaja em voos de carreira


CARIMBO
Essa gratificação que beneficiou o pessoal da Fazenda e que criou um desconforto entre os demais servidores está sendo contestada nos corredores do Centro Administrativo. O argumento é de que é inconstitucional, já que foi autorizada com base numa emenda parlamentar. E agora?

Confraternização 1
Está se transformando numa tradição o almoço oferecido pelo tucano Marcos Vieira nesta época do ano. O de ontem foi o quarto e considerado o mais representativo evidenciando o pluripartidarismo. Tinha de tudo um pouco, inclusive, o PT. Enquanto o anfitrião pilotava a cozinha, com o secretário Antonio Gavazzoni se oferecendo para ajudar, o governador Raimundo Colombo dividia conversas sendo monopolizado, por algum tempo, pelo senador Paulo Bauer, que pelo visto tinha muito assunto para tratar.

Confraternização 2
Mas o almoço despertou algumas convicções, pelo menos para o deputado Leonel Pavan. Ele saiu de lá convencido que Eduardo Pinho Moreira é candidatíssimo ao governo do Estado pelo PMDB. Chegou a dizer que Moreira será o adversário de Gelson Merísio. E foi Pavan que também destacou os prováveis candidatos a presidência da Assembleia no final do ano…Silvio Dreveck do PP, Aldo Schneider do PMDB e ele, do PSDB. Pois é, de repente terá uma disputa que não acontece há muitos anos.

Na defesa
A presidente Dilma voltou a repetir que não há nenhuma base para um impeachment, e que estão promovendo um golpe. Foi durante a Convenção Nacional do PDT onde ela se colocou em paralelo à crise enfrentada por Getúlio Vargas, na década de 50,  para renunciar ao poder. De bom humor aproveitou para acatar aqueles que considera golpistas e defendeu sua permanência no poder. Até aqui os ingredientes politiqueiros são maiores do que acusações fundamentadas que coloquem a presidente no banco dos réus. Claro que caso fossem consideradas as “mentiras” de campanha o impeachment já estaria consumado. Mas mesmo se sentindo inocente nesse processo o PT decidiu não coloca-la no programa do partido nem ela e nem o “honesto” Lula. Problemas de imagem. As explicações das lideranças, para justificar a ausência dos dois, não convenceram.

Divulgação/ND

Dilma voltou a dizer que não há nenhuma base para o impeachment


Confirmado
As desavenças entre a Prefeitura de Florianópolis e a Unimed impulsionaram para um convênio com o plano SC Saúde, do governo do Estado. Por sinal é a primeira prefeitura a estabelecer esse tipo de contrato, que passa a vigorar no dia 1º de fevereiro disponibilizando aos servidores municipais uma rede de atendimento, como também uma equipe de medicina preventiva. Esse convênio abre as portas para quem sabe outros contratos com prefeituras catarinenses.

Loading...