Jornalistas do The Intercept são gravados falando sobre possíveis erros na Vaza Jato

Conversas entre a equipe do site foram registradas pelo jornalista paranaense Oswaldo Eustáquio, que afirma que os áudios comprovam deturpações nas mensagens

Jornalistas do The Intercept foram gravados por Oswaldo Eustáquio, jornalista paranaense,  enquanto falam sobre a série de reportagens da Vaza Jato – leia a matéria na RICMais. Segundo Eustáquio, que concedeu uma entrevista ao programa RIC Mais Notícias, do Grupo Jovem Pan Paraná, os registros comprovam que as conversas vazadas – de procuradores e juízes, principalmente, do atual ministro da Justiça Sérgio Moro – sobre a Lava Jato foram adulteradas.

Leandro Demori, editor-chefe do The Intercept, conversava com sua equipe sobre a Vaza Jato – Alice Vergueiro/Abraji/Divulgação/NDLeandro Demori, editor-chefe do The Intercept, conversava com sua equipe sobre a Vaza Jato – Alice Vergueiro/Abraji/Divulgação/ND

Eustáquio explica que fez a gravação enquanto estava em uma cafeteria do Starbucks, no Campus do Anhembi, na Vila Olímpia, em São Paulo, durante o intervalo de um congresso de jornalismo no qual ele e os jornalistas do The Intercept estavam participando. “Eu vou tomar um café na Starbucks e encontro toda a redação ou parte de redação da Intercept, seis pessoas, muitos deles conhecidos nossos que somos jornalistas. E eu fui lá para tomar café, não fui lá para gravar eles. E eu fiquei tomando meu café e eles estavam lá fazendo o trabalho deles, eles estavam trabalhando para a Intercept naquele momento. E de repente, eu começo a ouvir eles falarem de uma forma exaltada e em voz alta, informações que eu como jornalista avaliei de relevante interesse público e quando eu percebi eles falando “Pô, o Glen [Glenn Greenwald] vai arrebentar com a gente”, eu comecei a ficar mais atento”, declarou.

A sequência da conversa entre os jornalistas, que naquele momento faziam da cafeteria uma redação improvisada, foi dizer que existem erros na Vaza Jato. “De repente quando eles falaram assim: ‘tava tudo errado. Os áudios estavam errados, os nomes errados, as citações erradas. Tava tudo errado. Vocês não tão entendendo. Não tava um pouquinho errado, tava tudo errado.’ E quando eles falaram aquilo, eu botei para gravar, e eles tavam tão exaltados – eu tô falando do Leandro Demori que é o editor-chefe do Intercept – que quando ele falou que tava tudo errado e eu botei pra gravar, ele repetiu porque ele estava muito indignado”, contou Eustáquio.

O hacker da Vaza Jato

Durante a conversa, os jornalistas do The Intercept  também foram flagrados falando sobre o hacker responsável pela invasão dos celulares que resultou no vazamentos de conversar sobre a Lava Jato. Nos áudios divulgados uma pessoa pergunta ‘Cadê o hacker? e Demori responde ‘O hacker não veio hoje’. A pessoa responde ‘É uma operação de guerra isso aqui’.

Eustáquio pontua que se o hacker faz parte da equipe do The Intercept e não apenas entregou o conteúdo das mensagens hackeadas aos jornalistas, a Intercept mentiu. Além disso, o jornalista ainda insinuou que o hacker é Glenn Greenwald.

Ouça os áudio vazados do The Intercept:

Com informações do Portal RIC Mais PR.

+ Política