Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Nem Eduardo Moreira, nem Carlos Moisés, se posicionam sobre aumento dos deputados de SC

Projeto do Legislativo já chegou para análise do Executivo um dia depois de ser aprovado

Um dia depois de ser aprovado no Legislativo, o projeto que aumenta o salário dos deputados estaduais de Santa Catarina a partir de 2019 chegou nessa quarta-feira (12) ao Executivo. Em média, uma matéria aprovada na Assembleia leva cinco dias para ser encaminhada à Secretaria de Estado da Casa Civil, onde é analisada antes de ser apresentada para o governador, que decide se sanciona ou veta, ou seja, se aceita ou não.

Deputados estaduais catarinenses aprovam aumento no próprio salário a partir de 2019

Aumento no salário dos deputados estaduais de SC impacta mais de R$ 2 milhões por ano

Mas, cada caso é um caso. Projetos polêmicos como este, por exemplo, podem ter o envio acelerado ou postergado. É uma decisão política e, ao que parece, a opção é dar velocidade ao assunto. A Casa Civil tem até 15 dias úteis de prazo para apresentar parecer que ajudará a nortear a decisão do governador. Já contando, o prazo encerra em 7 de janeiro. Nada impede que a análise fique pronta antes, e que a matéria ainda seja decidida pelo governador Eduardo Moreira (MDB). Senão, ficará para Carlos Moisés (PSL).

Além de aumento salarial, deputados estaduais têm cotas e auxílios; conheça os benefícios

Projeto de aumento salarial nasceu e foi aprovado em uma semana; veja os deputados autores

Nem Eduardo Moreira, nem Carlos Moisés, responderam aos questionamentos feitos ontem pela coluna se irão vetar ou sancionar o aumento aprovado pelos deputados. Tanto pode ser um dos últimos abacaxis para Moreira descascar, quanto um dos primeiros de Moisés, visto que a opinião pública se mostra contra o aumento.

Contrapartida para aumento no Supremo, deputados de SC não discutem fim do auxílio-moradia

Moreira e Moisés - Divulgação/ND
Moreira e Moisés – Divulgação/ND

Loading...