PF alertou Bolsonaro sobre risco em atos de campanha, diz ministro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta sexta-feira (7) que a Polícia Federal alertou a campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL) sobre o risco envolvido na participação de atos políticos que envolvessem multidões.

Segundo ele, a situação que culminou no ataque ao candidato estava fora de controle, mesmo com a presença de 13 policiais federais e 50 policiais militares.

“Já se tinha conversado com a campanha e com a família que ficava muito difícil fazer a segurança quando ele se jogava na multidão”, disse.

Jungmann ressaltou que não dá para culpar a equipe de segurança quando as orientações não são respeitadas.

“Se os candidatos não seguem as orientações da Polícia Federal, obviamente fica praticamente impossível fazer a segurança”, disse.

+

Política

Loading...