Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Preocupado com caso Sheherazade, Silvio Santos telefonou para deputados

Antenado na política desde que ensaiou se candidatar a presidente, e preocupado com a repercussão no Palácio do Planalto dos comentários da apresentadora-âncora Rachel Sheherazade, o dono do SBT, Silvio Santos, ligou para parlamentares em Brasília

Antenado na política desde que ensaiou se candidatar a presidente, e preocupado com a repercussão no Palácio do Planalto dos comentários da apresentadora-âncora Rachel Sheherazade, o dono do SBT, Silvio Santos, ligou para parlamentares em Brasília no início de abril, dizem fontes da emissora.

Silvio estava receoso de ação do MP Federal contra o canal e a apresentadora, acusada por alguns políticos de fazer comentários que incitam a violência, em especial sobre o caso do menor acorrentado por populares no Rio, acusado de roubo. Neste sábado, a Coluna Monica Bergamo informou que o MPF solicitou uma explicação do SBT.

A deputada federal Jandira Feghali, líder do PCdoB, protocolou este mês representação no Ministério Público e mandou uma carta para a Secretaria de Comunicação da Presidência da República, contra manifestações de Rachel que classificou de racistas.

Silvio, que para os próximos não descartou pedir audiência com a presidente Dilma, logo depois das ligações deu férias de duas semanas para Rachel. Ela voltou há poucos dias à bancada do telejornal com a mesma verve crítica, avalizada pelo patrão.

Nas férias na Paraíba, sua terra natal, Sheherazade foi recebida como heroína e estrela. Disse em entrevistas a rádios que sofre perseguição de políticos do PT e até de colegas em SP.Oficialmente a assessoria do SBT informou que desconhece o assunto e não comentaria. Mas parlamentares garantem o contato do apresentador.

VOU DE TÁXI

Os advogados da União e procuradores federais que trabalham no Rio devem adorar um táxi. Têm em média disponíveis R$ 1 mil por dia, durante um ano, para pagar corridas a trabalho. A portaria nº 408 da ministra Miriam Belchior é de 29 de Outubro passado. O valor para o serviço está estipulado no parágrafo 2º. São R$ 239.609,00.

XENOFOBIA EXACERBADA

Boa praça, sindicalista e hoje advogado ávido leitor, o líder do PT, Deputado Vicentinho (SP), propôs projeto de lei (7299) polêmico. Quer proibir os órgãos de todas as esferas públicas de.. comprarem livros editados no exterior.

BRASIL DAS TELES

Dados do presidente da Anatel, João Rezende: o Brasil possui 18 milhões de assinantes (contam-se lares e escritórios) de canais a cabo (incluindo combo com internet). O crescimento é de 12% ao ano. ‘Em cinco ou seis anos teremos a internet em todo o País’.

TÃO LONGE..

Congressistas têm uma dúvida sobre a reunião de José Sérgio Gabrielli e Nestor Cerveró, dupla ex-Petrobras, com os executivos da Astra: por que foi na Dinamarca?

SÃO REIS

Em tempos que tanto se discute corte de custos, o Senado Federal mantém serviços exclusivos de deslocamento para parlamentares nos pátios do Aeroporto JK em Brasília. Na quarta, 16, os três senadores do Piauí desceram de uma van do pátio para o desembarque do Terminal 2 e entraram, cada um, nos seus carros executivos Fluence.

CUTUCA-CASERNA

Os deputados Renato Simões (PT-SP) e Erika Kokay (PT-DF) pretendem batizar de Presidente João Goulart a Base Aérea militar de Brasília. Como se sabe, Goulart foi deposto pelos militares em 1961.

E-NCRENCA

Dia 6 de maio, a Comissão de Cultura, a pedido da deputada Fátima Bezerra, promove audiência pública que promete um bom debate. Em pauta o projeto de lei 4534/12, que trata da definição de livro no Brasil, incluindo o e-book e os tablets leitores. O evento contará com críticos do projeto, como Câmara Brasileira do Livro e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros. Do outro lado, a Amazon – que pretende entrar forte no mercado nacional – e a Livraria Cultura, a favor dos e-books.

MAIS DO MESMO

O deputado Décio Lima (PT-SC) propôs o PL 7313 para dar o título de Capital Nacional da Cerveja a Blumenau, seu reduto, onde rola a Oktoberfest.

Loading...