Referência no pensamento conservador americano se diz surpreso com reações pró-Bolsonaro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Referência no pensamento conservador americano, o cientista político Francis Fukuyama se mostrou surpreso com os “muitos brasileiros que parecem pensar que sou comunista pois estou preocupado com uma presidência de Bolsonaro. E você diria que os americanos são polarizados…”.

Fukuyama é o autor do célebre ensaio “O Fim da História?” (1989), no qual se dizia convencido de que a democracia liberal era o ápice da evolução ideológica da humanidade -hipótese depois desmentida pelas sucessivas crises do capitalismo nos anos que viriam.

Ele tuitou nesta quarta (10) sobre reações que tem recebido de eleitores do candidato do PSL, que também atacaram o humorista John Oliver, que criticou Bolsonaro em seu “Last Week Tonight” (HBO) sobre as eleições brasileiras. Referiu-se ao capitão reformado como um Trump brasileiro e um “ser humano terrível”.

Simpatizantes de Bolsonaro passaram a alveja-lo em redes sociais, chamando-o de “Gregório Duvivier americano”. O humorista brasileiro tem uma atração na HBO Brasil em que copia o formato do programa original do britânico.

+

Política

Loading...