Governo de SC avalia duas datas para retomada das aulas e do transporte coletivo

Em reunião com prefeitos das 15 maiores cidades do Estado, chefe da Casa Civil apresentou previsões quanto à retomada das atividades

O chefe da Casa Civil de Santa Catarina, Amandio João da Silva Junior, se reuniu virtualmente na manhã deste sábado (30) com os prefeitos das 15 maiores cidades de Santa Catarina.

Durante o encontro, ele deu uma previsão de retomar o transporte coletivo municipal em 8 de junho e reabrir as escolas no dia 3 de agosto. Um decreto deve ser publicado nesta segunda-feira (1º) para tratar sobre o tema.

Santa Catarina trabalha com duas datas para possível volta dos ônibus e escolas – Foto: Anderson Coelho/NDSanta Catarina trabalha com duas datas para possível volta dos ônibus e escolas – Foto: Anderson Coelho/ND

De acordo com o presidente da AMMVI (Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí), Matias Kohler, isso não significa que a partir dessas datas todas as cidades vão retomar os serviços. Será necessário, antes de tudo, avaliar a situação individual de cada município em relação à pandemia da Covid-19.

Nesse sentido, o governo está construindo uma ferramenta que irá nortear as prefeituras. Em síntese, elas devem abastecer o sistema com dados locais – como números de pessoas testadas, contaminadas, curadas e rede hospitalar. A partir daí será avaliado em cenários de risco: moderado, alto, grave e gravíssimo. Conforme a classificação, é apontado o que pode ou não ser liberado.

O presidente da Fecam, Saulo Sperotto, diz que a ferramenta ainda precisa de ajustes para fazer a leitura mais próxima da realidade de cada cidade e então servir de balizador às decisões das prefeituras. Essa flexibilização era um pedido da entidade ao governo do Estado.

Segundo Saulo, há cidades onde não se registrou casos de Covid-19 e por força de decreto estão com as atividades suspensas. Então o que se pedia era a possibilidade de retomada, mas respeitando um regramento sanitário definido pelo Estado “para que haja padronização miníma e segurança”.

Em vídeo, ele fez um balanço da reunião:

Leia também:

No Vale do Itajaí, o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, informou na manhã deste domingo (31) que vai aguardar o novo decreto estadual para avaliar as condições para retomada dos serviços. Isso porque, para ele, “a matriz de risco proposta pelo Estado não leva em conta a realidade local e não garante autonomia total aos municípios”.

Segundo o prefeito de Brusque, a reunião foi importante para trazer tranquilidade para a população do município. Contudo, a prefeitura irá esperar  a decisão do governo do Estado para avaliar novas medidas. “De certeza, sabemos sobre o transporte coletivo que será liberado”, disse Jonas Paegle.

+

Política