Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Serviços e Indústria duelam por texto da Reforma Tributária

Maia dá mais atenção à CNI, reclamam dirigentes da CNC, que conversam com Guedes

Há décadas a reforma tributária é o grande desafio de todo Governo, por falta de acordo entre Estados, União e representantes de setores da economia – e não é diferente agora. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tem sido calo no sapato de Paulo Guedes sobre o projeto.

Maia tem simpatia pela proposta dos industriais da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mas quem ouve as lamúrias do setor de serviços e comércio (Confederação Nacional do Comércio) – que segura 70% do PIB (!) e não está sendo atendido à altura, reclamam – é o ministro da Economia.

Ontem, dirigentes do setor de serviços realizaram duas reuniões para tratar do tema. Com o consultor e economista Marcos Cintra, e com o deputado Agnaldo Ribeiro (Progressistas-PB), o relator da proposta na Casa.

Descobrindo inflação..

O ministro Paulo Guedes, da Economia, foi visto na noite de quarta-feira num supermercado do Lago Norte escolhendo produtos pelo preço, para fazer a janta.

O cenário na economia está tão feio, apesar das medidas emergenciais, que Guedes não circula com menos de quatro seguranças nas ruas. Um deles o acompanhava nas gôndolas.

Em casa

A hiperativa ministra Damares Alves, da Família e Direitos Humanos, está em casa com suspeita de Covid-19. Determinou a todos os servidores próximos a ela que façam teste.

Coronagates

A exemplo de Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, a coisa anda feia para Wilson Lima, governador do Amazonas, com camburão na porta e sem base na Assembleia Legislativa, que já conta uma penca de pedidos de impeachment. Ambos são cercados pela Polícia Federal sobre suspeita de superfaturamentos milionários no combate ao Covid-19. Aliás, a PF pediu a prisão de Lima. Foi o PGR Augusto Aras quem segurou.

Chance a Datena

O famoso apresentador da Band José Luiz Datena, filiado ao MDB, potencial candidato a qualquer cargo (neste ano ou 2022) ganha chance de repensar decisão de não disputar a prefeitura paulistana. Pela lei eleitoral, teria de encerrar suas apresentações na TV e rádios no último dia 30. Agora, com novo calendário eleitoral respaldado pela PEC analisada no Congresso, tem até dia 11 de agosto como prazo final.

Registro de candidaturas será até dia 26 de setembro. Campanhas e propagandas eleitorais serão de 27 de setembro a 12 de novembro. Eleição dias 15 de novembro (1º turno) e 29 de novembro (2º turno).

Agora é regra

Não precisava mandar, mas não se pode esperar nada das operadoras assaltantes do Brasil. A ANS determinou que planos de saúde devem oferecer serviço de teste sobre contágio de Covid-19 para seus clientes. Está na Resolução Normativa 458.

Pegou geral

Uma das filhas do saudoso Dr. Enéas Carneiro, ex-deputado e presidenciável, desempregada e com duas filhas, vai pedir o auxílio emergencial do Governo.

Mais uma

Além do MP Pró-Sociedade, associação independente de procuradores do Ministério Público, com membros em todo o País, agora foi a vez da Associação dos Advogados e Estagiários do Estado do Rio de Janeiro protocolar denúncia contra o Supremo Tribunal Federal e o ministro Alexandre de Moraes na Corte Interamericana de Direitos Humanos. Questionam o inquérito aberto para apurar fake news e a prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio, aliado declarado do presidente Jair Bolsonaro.

A associação pede a nulidade do inquérito nº 4.781, aberto e comandado pelo ministro Moraes, e citam até o ministro Marco Aurélio Mello – voto vencido no pleno da Corte quando julgado a validade do mesmo – que classificou a investigação como “Inquérito do outro Mundo ou Inquérito Natimorto”.

Tem salvação

O restaurante e bar Piantas – com boa adega, vale lembrar – vai reabrir quando a pandemia passar e no momento certo, com surpresas para Brasília, garante o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay. Ele faz ampla reforma no prédio na Asa Sul.

+

Esplanada