Suspeito de esfaquear Bolsonaro foi a escola de tiro frequentada por filhos do presidenciável

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Adélio Bispo de Oliveira, apontado como o homem que esfaqueou Bolsonaro, fez uma visita a escola de tiro de Santa Catarina frequentada por dois filhos do presidenciável, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ).

A assessora da “.38 Clube e Escola de Tiro” Julia Zanata, que é mulher de um dos donos da empresa, disse que há registro da ida de Bispo em 5 de julho deste ano. Ele chegou a compartilhar no Facebook sua ida ao local.

“Ele [Adélio Bispo de Oliveira] foi uma vez. Toda vez que tu vai, tem um cadastro. Ele só foi uma vez lá, dia 5 de julho. O Eduardo Bolsonaro e Carlos Bolsonaro são associados do clube e frequentadores assíduos. Está todo mundo do clube abalado”, disse Zanata, afirmando que os filhos de Bolsonaro não estavam nesse dia.

“Não sei te dizer quem foi o instrutor do dia. Ele foi provavelmente para praticar tiro, né?”

+

Política

Loading...