Tasso diz que não vê ‘debandada’ após PSDB manter apoio a Temer

TALITA FERNANDES

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), disse não ver uma movimentação de “debandada” do partido depois que a sigla decidiu manter apoio ao governo, em reunião realizada nesta segunda-feira (12).

“Eu não acredito não, foi ponderado [saída do partido] e nenhum deputado, durante a reunião, falou em sair do partido”, disse o tucano.

O partido se reuniu nesta segunda e decidiu pela permanência na base do presidente Michel Temer enquanto a agenda de reformas tiver prosseguimento.

“O partido ficou unido, todos se comprometeram a seguir”, disse.

Tasso disse, contudo, que a executiva do PSDB deve se reunir na semana que vem para definir o calendário de uma convenção. Após o licenciamento do senador Aécio Neves (MG) do comando da sigla, Tasso assumiu interinamente, mas um novo presidente deve ser eleito em breve. Para que isso ocorra é preciso que Aécio deixe o cargo.

Embora tenha dito que o PSDB não vai sair do governo agora, Tasso reconheceu que será feito um “monitoramento diário” sobre a situação do governo.

Ao fim da reunião de segunda, o presidente da sigla disse ter sido voto vencido na decisão do PSDB e falou em “constrangimento” pelo fato de permanecer na base de um governo que, segundo ele, teve dinheiro de “corrupção” para se eleger em 2014.

+

Política

Loading...