Temer assiste a desfile de Sete de Setembro ao lado da família

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Michel Temer assistiu, do camarote das autoridades, à parada do desfile de Sete de Setembro, na Esplanada dos Ministérios.

Ele desembarcou do veículo ao lado da primeira-dama, Marcela Temer, e de seu filho caçula, Michelzinho.

Diferentemente do ano passado, os presidentes do Senado, Eunicio Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não compareceram.

Desde o inicio da campanha eleitoral, candidatos à reeleição têm evitado aparecer em eventos públicos ao lado do presidente, que apresenta índices recordes de rejeição.

Homens do Exército fizeram um bloqueio que isolava todo o bloco em que ficava o camarote de autoridades. Apenas convidados conseguiam atravessar o bloqueio.

O acesso também foi bloqueado na pista principal, na Esplanada dos Ministérios, na frente do camarote.

Auxiliares do presidente afirmaram que a segurança do evento foi reforçada neste ano, mas disseram que não há relação com o ataque contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira.

GASTOS

Em meio a cenário de crise fiscal, o presidente Michel Temer desembolsou R$ 816 mil dos cofres públicos para a preparação da parada.

No ano passado, o custo do desfile militar foi semelhante. A mesma empresa ganhadora da licitação estimou um gasto total de R$ 823 mil, corrigido pela inflação do período.

Os valores são superiores, por exemplo, ao que foi repassado no ano passado pelo governo federal ao Museu Nacional, que pegou fogo no último final de semana.

No total, a instituição cultural recebeu R$ 643 mil, valor também corrigido pela inflação do período.

De janeiro a agosto deste ano, foram desembolsados R$ 98 mil para o museu, segundo técnicos da Câmara dos Deputados.

+

Política

Loading...