Pólo Aquático: Brasil derrota Cazaquistão e vai para a final da Liga Mundial Feminina

Neste domingo, Seleção venceu por 7 a 4 em Auckland (NZE) e se clasificou para a grande decisão em Xangai (CHN)

O polo aquático feminino do Brasil venceu o Cazaquistão neste domingo (3/05) por 7 a 4 em Auckland, na Nova Zelândia, e obteve a vaga derradeira para a SuperFinal da Liga Mundial da modalidade, que acontece de 9 a 14 de junho, em Xangai, na China. As brasileiras haviam perdido nos penaltis para o mesmo adversário na primeira fase do Torneio Intercontinental de classificação, na última terça-feira. Na SuperFinal, as brasileiras terão como adversárias a anfitriã China, os EUA, o Canadá, a Austrália, a Itália, a Holanda e a Rússia.

Na vitória decisiva sobre as cazaques, os gols brasileiros foram de Izabella Chiappini (3), Marina Zablith (2) e Mirella Coutinho (2). Depois de sair no primeiro quarto em desvantagem, as brasileiras souberam se impor e venceram todos os três períodos restantes. Parciais: BRA 1 x 2 KAZ / 1 x 0 / 2 x 1 / 3 x 1.

Nos outros jogos do último dia de competição no Westwave Aquatic Centre, em Henderson, Auckland, os EUA venceram o torneio nos penaltis na final contra a Austrália, por 12 a 10, após empate em 8 a 8, com o gol de empate australiano saindo a 10 segundos para o fim do jogo. Na disputa do bronze, vitória canadense sobre a China por 9 a 7. Por fim, a anfitriã Nova Zelândia passou pelo Japão por 13 a 10 e ficou em 7º lugar.

– Estamos muito felizes com a classificação para a SuperFinal, mas toda a equipe percebeu o quanto de trabalho que ainda precisamos fazer. Podemos jogar muito melhor do que jogamos aqui – afirmou o canadense Pat Oaten, técnico da seleção brasileira. Já o técnico do Cazaquistão, Miroslav Trumbic, estava desapontado com a perda da vaga na SuperFinal, “perdemos muitos gols, mesmo em dois penaltis (nota: O Cazaquistão teve três penaltis a favor e só converteu um). Mas isto acontece e pagamos no fim. Simplesmente não conseguíamos pontuar”.

Seleção Brasileira: 1 – Tess Oliveira (goleira) / 2 – Diana Abla / 3 – Marina Zablith (capitã) / 4 – Marina Canetti / 5 – Lucianne Barroncas / 6 – Izabella Chiappini / 7 – Amanda Oliveira / 8 – Luiza Carvalho / 9 – Melanie Dias / 10 – Flavia Fernandes / 11 – Mirella Coutinho / 12 – Mariana Duarte / 13 – Manuela Canetti (goleira). Técnico: Patrick (Pat) Oaten.

O polo aquático brasileiro viaja e compete com recursos dos Correios – Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros – e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva, Governo Federal – Ministério do Esporte, Speedo, Sadia e Universidade Estácio de Sá.

Grupo A: China, EUA, Brasil e Cazaquistão
Grupo B: Nova Zelândia, Japão, Austrália e Canadá

Resultados

3ª feira – dia 28/4
Grupo A: Brasil 4 x 9 EUA / China 13 x 6 Cazaquistão
Grupo B: Japão 6 x 17 Austrália / Nova Zelândia 7 x 15 Canadá

4ª feira – dia 29/4
Grupo A: China 2 x 8 EUA / Brasil 11 x 12 Cazaquistão (pênaltis)
Grupo B: Japão 13 x 15 Canadá / Nova Zelândia 2 x 10 Austrália

5ª feira – dia 30/4
Grupo A: Brasil 14 x 15 China (pênaltis) / EUA 15 x 6 Cazaquistão
Grupo B: Austrália 5 x 4 Canadá / Japão 4 x 8 Nova Zelândia

6ª feira – 1/05 – Quartas-de-final
China 14 x 6 Nova Zelândia / Cazaquistão 3 x 11 Canadá / EUA 17 x 0 Japão / Brasil 4 x 17 Austrália

sábado – dia 2/05 – Semifinais
Disputa do 5º ao 8º lugar = Brasil 12 x 10 Nova Zelândia / Japão 7 x 8 Cazaquistão
Semifinais = China 6 x 13 Austrália / Canadá 9 x 11 EUA

domingo – dia 3/05 – Finais
Disputa do 7º lugar = Nova Zelândia 13 x 10 Japão
Disputa do 5º lugar = Brasil 7 x 4 Cazaquistão
Disputa do 3º lugar = China 7 x 9 Canadá
Final = Austrália 10 x 12 EUA

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...